BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Campanhas recolhem mais de dez mil embalagens vazias de agrotóxicos

Campanhas recolhem mais de dez mil embalagens vazias de agrotóxicos

Da Redação

04 de Setembro de 2013 às 17:33

Foto: Divulgação

Preocupada em reduzir o risco de poluição no meio ambiente e a contaminação humana, a Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron) realiza apoio técnico às coletas volantes de embalagens vazias de agrotóxicos e afins, em locais distantes dos postos de recolhimento.
Durante o mês de agosto, a Unidade da Idaron de Seringueiras contribuiu na organização seis coletas volantes em linhas rurais próximas ao município. Nestas ações foram atendidos aproximadamente 450 produtores e recolhidas cerca de 3.500 embalagens. Já no município de Alvorada do Oeste, foram realizadas três coletas volantes, recolhendo aproximadamente 7.000 embalagens vazias. “O aumento de embalagens vazias demonstra que o produtor está cada vez mais consciente de suas obrigações e que cada vez mais se preocupa com a questão ambiental”, fala o fiscal da Idaron, Marcos Maruo Maruyama.
A legislação nacional exige que toda embalagem de agrotóxico seja devolvida em um posto de recolhimento após o uso, até um ano depois da compra. Segundo a Gerente de Defesa Vegetal, Rachel Barbosa, “como o estado de Rondônia possui 52 municípios e, até o momento, apenas 13 postos de recolhimento e a Central, as coletas volantes facilitam para o produtor rural mais distante dessas unidades, à devolução das embalagens”.
A Idaron, além de fiscalizar se os estabelecimentos comerciais estão disponibilizando um local para a devolução e se os produtores estão devolvendo essas embalagens, realiza também educação sanitária através de reuniões com os produtores para orientá-los sobre a importância de devolver as embalagens vazias de agrotóxicos, o preparo delas para a devolução realizando a tríplice lavagem, uso de Equipamento de Proteção Individual (EPI) e os efeitos maléficos causados pelo uso inadequado e/ou excessivo do produto tóxico. O objetivo das orientações é minimizar os riscos no recolhimento e na manipulação inadequada de agrotóxicos.
Em Seringueiras, ainda serão realizadas mais três coletas volantes durante este mês de setembro: setores Mendes Junior (05/09/2013), Manoel Correia (12/09/2013) e Chacareiro (19/09/2013).
Estas campanhas são resultado de parceria entre Idaron, Associação de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), Secretaria Municipal de Agricultura, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Associações Rurais e das revendas de agrotóxicos dos municípios.
Osupervisor da Regional de São Francisco do Guaporé, Rogério Ambrósio, explica que os servidores da Idaron em cooperação com entidades público-privadas realizam anualmente este tipo de atividade, que facilita a devolução para o produtor rural que mora longe de um posto de recolhimento. “O posto mais próximo de Seringueiras é o de São Miguel do Guaporé, a aproximadamente 50 quilômetros de distância. As coletas volantes contribuem para retirada de material contaminante e prejudicial à saúde e meio-ambiente destas propriedades rurais”.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS