BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Enfermeira morre no Hospital de Base, família acusa médica de negligência

Enfermeira morre no Hospital de Base, família acusa médica de negligência

Da Redação

06 de Setembro de 2011 às 15:57

Foto: Divulgação

A enfermeira Marcia Gudin morreu por volta das 5:30 h desta terça-feira, 6, no Hospital de Base da capital do estado, Porto Velho.
Segundo informações obtidas através do seu irmão, o ex-vereador de Vilhena, Marquinhos Bacana (à época ocupante do cargo pelo PTB entre 1993 a 1996) ela foi vítima de uma infecção de garganta, que acabou gerando uma hemorragia.
Marquinhos explicou que a irmã passou mal em Vilhena e após exames foi constatado a infecção. Os médicos vilhenenses detectaram uma mancha em seu pulmão e receitaram uma série de antibióticos.
“Ela veio para Porto Velho, se internou e anteontem a doutora Nakushi, especialista responsável pelo caso da minha irmã ordenou que os antibióticos fossem suspendidos”, disse o ex-vereador.
Marquinhos contou, ainda, que a outra irmã que cuidava de Márcia e é enfermeira implorou para que a medicação não fosse suspensa, devido a gravidade do problema, porém a médica determinou o contrário.
“Minha irmã ainda insistiu para que a receita aplicada pelos médicos de Vilhena continuasse valendo, porém foi em vão. Ao perceber que havia cometido um erro a médica fugiu do hospital e até agora não foi encontrada”, denunciou.
A família contou que Márcia morreu sem atendimento e seu caso foi repassado para outro médico, que não conseguiu fazer mais nada. Os irmãos da enfermeira registraram um boletim de ocorrência contra a médica e disseram que primeiro irão cuidar do funeral de Márcia, mas depois irão entrar na justiça contra a médica.
Márcia Gudin tinha 42 anos, foi casada com o atual chefe do Pelotão de Trânsito do 3° Batalhão da Polícia Militar de Vilhena, o Sargento Carlos Sushi, e deixa duas filhas: Daniela e Carolina. Uma com 18 e outra de 20 anos. O velório será realizado no templo da igreja Shekinah e o funeral será realizado nesta quarta-feira, em Vilhena.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS