41 ANOS: MPRO reúne atletas profissionais e amadores em corrida social na Capital

A atividade marcou o aniversário de 41 anos do Ministério Público de Rondônia, celebrado em 25 de janeiro

41 ANOS: MPRO reúne atletas profissionais e amadores em corrida social na Capital

Foto: Divulgação

Aproximadamente 300 atletas profissionais e amadores participaram no último domingo (29/1), em Porto Velho, da 3ª Corrida do MPRO, uma prova de rua que combinou prática esportiva e ação social, apoiando o início do ano letivo de crianças em situação de vulnerabilidade. A atividade marcou o aniversário de 41 anos do Ministério Público de Rondônia, celebrado em 25 de janeiro.
 
 
Aberta ao corpo de colaboradores do MPRO e ao público em geral, a competição incluiu a doação, pelos corredores, de cadernos a serem entregues a instituições de ensino da rede pública, selecionadas pela Instituição. "Comemoramos nosso quadragésimo primeiro aniversário da melhor forma: integrados à sociedade, que não apenas compareceu à corrida, como abraçou, com as doações, a causa da educação, uma bandeira do Ministério Público de Rondônia. Estamos todos de parabéns”, afirmou o Subprocurador-Geral de Justiça Jurídico, Eriberto Gomes Barroso, durante o evento.
 
 
A prova de rua foi aberta pela Promotora de Justiça Flávia Barbosa Shimizu Mazzini, que ressaltou o caráter social e mobilizador da atividade, voltada para a prática esportiva e para a contribuição de necessidades da comunidade. “Num dia de festa, é importante que tenhamos este olhar sensível às demandas da sociedade”, disse, referindo-se às doações.
 
 
A competição foi realizada nas distâncias de 5 e 10km, nas modalidades ‘Colaborador do Ministério Público’ e ‘Comunidade em Geral’, masculino e feminino. Para o trecho mais curto, foram concedidos troféus ao primeiro, segundo e terceiro colocados. Para a percurso mais longo, além de troféus, foi concedida premiação em dinheiro. Ao 1° lugar foi destinado o valor de R$ 950,00; 2º lugar, R$ 550,00; 3º lugar, R$ 350,00; 4º lugar, R$ 250,00 e 5º lugar, R$ 150,00. Todos os participantes receberam medalhas.
 
 
A corrida teve a largada, às 7h, a partir do edifício-sede do Ministério Público de Rondônia, localizado na rua Jamary, em Porto Velho. Deste ponto, os corredores seguiram pela rua Lauro Sodré, em direção ao Parque Circuito, retornando ao prédio, perfazendo o trecho de 5km. Na modalidade de 10km, os participantes seguiram pela Lauro Sodré, contornando para a avenida Jorge Teixeira - Espaço Alternativo, até área próxima à réplica da locomotiva, para então retornarem à sede do MP.
 
 
Superação - Com as inscrições gratuitas, a atividade atraiu um público diverso, entre atletas de elite e amadores, da Capital, interior de Rondônia e, ainda, do vizinho Estado do Acre. O grupo incluiu pessoas com deficiência, com mobilidade reduzida e ainda crianças acompanhadas dos pais.
 
 
A superação esteve presente em cada minuto de prova dos integrantes do projeto ‘Levados por eles’, cadeirantes acomodados em triciclos projetados especialmente para o esporte, guiados por um corredor guia. “Estarmos aqui hoje é a prova de que o esporte nos faz superar barreiras”, disse Marquês Machado, idealizador do projeto, que elogiou a iniciativa do MPRO em realizar o evento, destacando a gratuidade como fator fundamental para garantir a participação do grupo.
 
 
A policial militar Karla Fernandes, recentemente curada de um câncer, participou da corrida do MPRO também transpondo obstáculos. “Esta é ainda uma das minhas primeiras provas após a doença. O esporte me ajudou muito durante todo o processo de tratamento. Por isso é tão importante que ações como esta sejam realizadas”.
 
 
Compondo o grupo de elite da prova, o corredor veterano, Hélio Rolim, que veio de Rolim de Moura para participar da competição, elogiou o Ministério Público pela decisão em comemorar o aniversário de 41 anos com uma festa voltada para o esporte, saúde e inclusão. “Muitas pessoas treinam corrida, não pelo pódio, mas para curar uma depressão, uma questão emocional ou se livrar do sedentarismo. Parabéns ao Ministério Público por esta escolha”.
 
 
Para o Secretário-Geral do MPRO, o Promotor de Justiça Dandy de Jesus Leite Borges, a comunidade de fato entendeu a proposta da celebração de 41 anos da Instituição. O integrante do MP destacou a pertinência da iniciativa, pontuando que, para além do estímulo à prática esportiva, o Ministério Público buscou promover a conscientização, a participação e o envolvimento da comunidade na solução de questões sociais, com as doações de cadernos a crianças em situação de vulnerabilidade. “A ideia expressa muito bem o trabalho voltado para promoção do bem-estar social, realizado pelo MP. Estamos felizes com o resultado”, disse.
 
 
 
Confira a relação de vencedores no site do MPRO (https://www.mpro.mp.br/pages/comunicacao/noticias/view-noticias/651212)
Direito ao esquecimento
Como você classifica a gestão do prefeito João Gonçalves Jr. em Jaru?
Você confia em quem mistura política com religião?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS