BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Domingo começa a 34ª Edição dos Jogos Comerciários 2016

Domingo começa a 34ª Edição dos Jogos Comerciários 2016

Da Redação

28 de Abril de 2016 às 11:31

Foto: Divulgação

Começa no próximo dia 1º de maio, Dia do Trabalhador, a 34ª edição dos maiores jogos esportivos voltados para o trabalhador do comércio do estado de Rondônia, o Jocom. As inscrições se enceraram dia 22 de abril e o Congresso Técnico foi realizado dia 26 de abril.

Toda a classe comerciária pode se inscrever desde que esteja vinculada à equipe de uma empresa ligada ao comércio e cadastrada no Sesc. De acordo com o regulamento do Jocom, este ano as inscrições serão limitadas, até 64 empresas comerciária do estado poderão participar.

Abertura oficial será dia 1 de maio, às 10h, no Sesc Campestre, com apresentação de todas as empresas participantes e realização da primeira disputa. A competição terá torneios de 13 modalidades esportivas divididas em futebol society, futsal, handebol, vôlei de quadra e vôlei de areia, basquetebol, natação, tênis de mesa, xadrez, dama, dominó, sinuca e na modalidade de atletismo: provas de arremesso de peso, 100 metros rasos, 2.000 metros rasos e salto em distância.

Premiação

A Premiação dar-se-á da seguinte forma: Do campeão ao 6º colocado serão oferecidos troféus, medalhas e pontos definidos de acordo com a sua classificação conforme edital, definida a premiação, campeão geral (somatório de pontos de todas as modalidades) será de R$ 3.000,00 e para o vice-campeão R$ 1 mil. Os jogos vão ter início no dia 1 de maio, no Sesc Esplanada.

“A Edição de XXXIV dos Jogos Comerciários 2016, já consolidado como um dos maiores eventos da região norte do Brasil, visa atender o nosso cliente preferencial, o comerciário. Nós do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac-IFPE nos orgulhamos em ser disseminadores da prática esportiva dentro do estado. Esperamos este ano somar mais um ponto positivo na história da instituição com a população rondoniense”, disse o presidente do Sistema Fecomércio, Raniery Araújo Coelho.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS