ESPAÇO ABERTO: Vinicius Miguel começa jornada no interior para divulgar pré-campanha

ESPAÇO ABERTO: Vinicius Miguel começa jornada no interior para divulgar pré-campanha

Foto: Divulgação

NA ESTRADA
 
O pré-candidato ao governo pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB) parece que resolveu se fazer notar fora de Porto Velho. Vinicius Miguel concentra sua popularidade na capital e na Universidade Federal de Rondônia, onde leciona.
 
CURRÍCULO
 
Claro que não se deve ignorar o seu histórico nas urnas em tão pouco tempo de vida política. Miguel teve excelente votação na campanha ao governo em 2018, era do REDE e fez 110.585 votos, sendo o quarto candidato mais votado no pleito.
 
CURRÍCULO 2
 
Dois anos depois na disputa para prefeitura de Porto Velho, Vinicius Miguel ficou em terceiro lugar ao obter  29.369 votos. Não foi para o segundo turno por uma diferença de apenas 2.092 votos em um universo de 135 mil 558 votos válidos.
 
 
VISIBILIDADE 
 
A questão é que Vinicius sabe que a capital, historicamente, não define uma eleição e mesmo se repetir a boa  votação de 2018, levando em conta que a maioria dos 110 mil votos foi em Porto Velho, ele precisa ter o apoio do interior.
 
AGRICULTORES
 
Na sexta e no fim de semana, Miguel realizou agenda com produtores rurais em Mirante da Serra, Nova União e Ouro Preto. Nas atividades, participou de reuniões com dezenas de lideranças ligadas ao movimento sindical e trabalhadores rurais. 
 
ESTRATÉGIA
 
A aproximação com a agricultura familiar já é uma estratégia da Esquerda que aposta nos bons números dos governos Lula junto ao homem do campo. Vinicius sabe que esse é um segmento significativo, principalmente em um estado produtor como Rondônia.
 
ALIADOS
 
Em uma das atividades, em Nova União, Vinicius teve ao lado representantes das pré-candidaturas de Samuel Costa, Alessandra Lunas (da Fetagro, de Ji-Paraná), Germano (ex-Prefeito de Ministro Andreazza), João Abelha (Nova União).
 
NÚMEROS
 
Falando em eleições, semanalmente os partidos recebem pesquisas eleitorais ou fazem enquetes internas. O objetivo é manter uma avaliação constante do cenário político e até mesmo investir em estratégias voltadas ao pleito.
 
NÚMEROS 2
 
Em uma pesquisa divulgada semana passada, já com nomes de candidatos a vice-governador, se chegou ao entendimento de que pode haver migração de votos dependendo de quem for o escolhido.
 
 
NÚMEROS 3
 
Importante frizar que nenhuma das quatro principais candidaturas confirmou oficialmente nome de pré-candidato a vice-governador. O que existe são possibilidades, conjecturas e até alucinações, inclusive de adversários contra adversários.
 
MAJORITÁRIAS
 
No cenário apresentado aos eleitores estavam Marcos Rocha tendo Cristiane Lopes como vice, Marcos Rogério com o empresário Cesar Cassol, Léo Moraes com Carlos Magno e Vinicius Miguel com Anselmo de Jesus.
 
HISTÓRICO
 
Cada um dos eventuais vices citados, tem ou já teve participação política atuante. Carlos Magno e Anselmo de Jesus já foram  deputados federais, Cesar Cassol foi deputado estadual e prefeito de Rolim de Moura e Santa Luzia. Cristiane Lopes foi vereadora e disputou segundo turno para prefeito na eleição de 2020, em Porto Velho.
 
OFICIAL
 
Os dados apresentados pela coluna, são de pesquisa do Instituto Brasil Dados realizada entre os dias 25 a 30 de maio com 900 entrevistados. Está registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia com o número RO-06030/2022.
 
PERIGO
 
Vem aí às queimadas, um período que costuma afetar o fornecimento de energia. Dados levantados pela Energisa mostram que as queimadas provocaram no ano passado 20 ocorrências, atingindo 19 mil pessoas que ficaram sem energia por cerca de 90 horas durante o período.  
 
 
PRIMEIRA VEZ 
 
Ivone Colombo é a primeira mulher na história do Sindicato dos Bancários e Trabalhadores do Ramo Financeiro do Estado de Rondônia (SEEB-RO) a presidir a entidade. Ela foi eleita para os próximos quatro anos com quase 100% dos votos.
 
 
No próximo dia 12 de outubro o SEEB-RO vai completar 36 anos de fundação, e em mais de três décadas e meia sempre teve, como presidente, uma figura masculina. A nova diretoria assume em 01 de julho. 
 
"SOLTO"
 
O governador Marcos Rocha protagonizou uma cena incomum em Cacoal. Na sexta, em evento do governo, ele pegou no colo o vereador Edimar Kapiche (PSDB), enquanto circulava por uma obra do "Thau Poeira".
 
 
 "SOLTO 2"
 
O fato inusitado mostra que Marcos Rocha, aos poucos, parece começar a entender que sem aproximação e desenvolvura junto à população, não é muito fácil de se obter prestígio e votos.
 
Direito ao esquecimento

Você acredita que candidatos evangélicos são realmente ungidos de Deus ou são “ungidos” do pastor?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS