ESPAÇO ABERTO: Títulos públicos garantem dignidade e tiram famílias da incerteza

ESPAÇO ABERTO: Títulos públicos garantem dignidade e tiram famílias da incerteza

Foto: Divulgação

CASA PRÓPRIA
 
A Prefeitura de Porto Velho entregou, no sábado (9), 171 títulos públicos aos moradores dos empreendimentos habitacionais FNHIS I e Pró-Moradia Sul (PMS). 
 
 
CONTINUIDADE
 
Os primeiros títulos foram entregues pelo prefeito Hildon Chaves que afirmou que o projeto deve ter continuidade em outros empreendimentos residenciais que ainda não estão regularizados.
 
PENDÊNCIAS
 
O prefeito afirmou que a entrega deveria ser de 268 títulos, mas alguns moradores teria deixado de entregar algum tipo de documento.
 
AUXÍLIO
 
Hildon enfatizou que o município vai ajudar as pessoas que estão tendo dificuldades, para que possam obter toda a documentação necessária já com as obras averbadas.
 
GARANTIA
 
Com a titularização, as pessoas passam a ter a escritura pública do imóvel registrada em cartório. Isso permite acesso para eventuais financiamentos de reforma do imóvel.
 
IRREGULARIDADES  
 
O prefeito diz que há uma estimativa de oito mil unidades de empreendimentos habitacionais em situação irregular. A meta é zerar toda a demanda entre os residenciais até 2024, garante Chaves.
 
TRABALHO
 
Nos quatro primeiros anos da gestão foram entregues em Porto Velho, segundo o prefeito, 12 mil títulos de diferentes bairros.
 
ATÉ DOIS ANOS
 
A Secretaria de Urbanismo informou que o processo de regularização leva em torno de 12 a 24 meses, porque é um processo que envolve, além da prefeitura, a participação da comunidade e dos cartórios de imóveis.
 
 
 
 
NA SEQUÊNCIA
 
A previsão é que os próximos residenciais beneficiados sejam os habitacionais Candelárias, FNHIS II, III, IV, V e VII.
 
DESPERCEBIDO
 
O serviço público é tão estereotipado que boas e importantes ações quase sempre não recebem o destaque que merece. 
 
DESPERCEBIDO 2
 
Quando ocorre uma entrega como essa, o assunto vira manchete somente nos canais oficiais. A prefeitura fez o que deve fazer, mas é louvável também enaltecer os gestores envolvidos.
 
DESPERCEBIDO 3
 
Quantas e quantas pessoas são feitas de capacho em órgãos públicos porque gestores acomodados e oportunistas empurram demandas com a barriga.
 
COMEMORAÇÃO
 
A prefeitura agilizou e atendeu uma necessidade de mais de 170 famílias. Gente simples que às vezes vive uma vida inteira em determinado local e precisa se humilhar para ter a regularização do que lhes pertence por direito.
 
SEM NOÇÃO
 
Apesar da iniciativa positiva, marketing da prefeitura precisa de uma reciclagem. Se eu fosse gestor, simplificava o número de títulos entregues em 170 e não 171. Depois reclamam quando viram piada.
 
NOVA CASA
 
O Grupo Saga está de casa nova após 14 anos de operação em Porto Velho, A nova loja na Jorge Teixeira, abriga todas as marcas que a empresa atende em Rondônia. No complexo estão as marcas: Hyundai HMB, Volkswagen, Renault e Seminovos Premium.
 
 
 
 
ESTRUTURA
 
Além disso, toda a parte administrativa também vai funcionar nas novas instalações. É um projeto ousado, com 140m de fachada, que foi feito para otimizar toda a operação.
 
 
 
 
SUSTENTÁVEL
 
Além da otimização da operação, as instalações foram construídas em malha de vidro para serem sustentáveis, com uma grande usina solar com capacidade de 350 kVA, que atenderá todas as nossas demandas, gerando energia limpa e autônoma.
 
 
 
 
DINAMISMO
 
Parabéns ao Heitor Alves e sua equipe de trabalho que se viraram nos trinta nos últimos dias para entregar o novo complexo dentro de um planejamento de trabalho que já está sendo executado.
 
 
 
ÚLTIMO ADEUS
 
A cerimônia de despedida de uma vovozinha de 93 anos transcorria normalmente. Muito simpática e conhecida na cidade, ela era bastante querida o que acabou levando bastante gente ao velório.
 
DESCANSAR
 
Nos últimos tempos a pobre velhinha ficou com a saúde bastante debilitada. Ela já sofria há 20 anos com mal de Alzheimer. “Finalmente descansou”, disse um idoso que conhecia a falecida desde os tempos de quando ambos eram jovens.
 
ATOS FÚNEBRES
 
O velório começou por volta de 8 horas da manhã de sexta-feira. No meio da tarde um familiar se aproximou do corpo e levou um susto ao segurar a mão da idosa. Sem chamar atenção, o homem chamou outro familiar que percebeu a mesma coisa. O corpo da vovó estava quente.
 
MORTO VIVO
 
Os familiares acionaram um médico que foi até o local e confirmou que realmente a idosa estava inconsciente, mas viva. Após 8 horas de velório, o corpo foi tirado do caixão e levado ao hospital. 
 
RESSUSCITAÇÃO
 
Apesar do esforço da equipe médica, não foi possível manter os sinais vitais da vovozinha e já era noite quando foi constatada oficialmente a morte da idosa. Dessa vez, o velório realmente teve sentido. 
 
INTERIOR
 
A idosa foi sepultada na manhã de sábado, 09, na cidade de Guiratinga, a 329 km de Cuiabá, interior do Estado do Mato Grosso. Parece até coisa de filme, mas em pleno século 21 ainda ocorre falha médica desse tipo.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS