ESPAÇO ABERTO: Chega a 14 milhões número de desempregados e informalidade cresce 5%

ESPAÇO ABERTO: Chega a 14 milhões número de desempregados e informalidade cresce 5%

Foto: Divulgação

PASSOU DE 14 MILHÕES
 
O desemprego recuou para 14,1% no segundo trimestre, mas o país ainda tem 14,4 milhões de pessoas na fila em busca de um trabalho, os dados foram divulgada ontem pelo IBGE. Um ponto que chamou a atenção é que em um ano, o número de trabalhadores informais cresceu quase 5 milhões, chegando a taxa de 40,6%.
 
FALEM DE MIM
 
O deputado estadual Geraldo da Rondônia parece ter chegado à conclusão de que o negócio é “aparecer”, estar em evidência, mesmo que isso demonstre uma capacidade cognitiva muito limitada.
 
NOVO ARMAMENTO
 
Um vídeo que está circulando nas redes sociais, mostra Geraldo da Rondônia no plenário da Assembleia Legislativa, propondo que os Policiais Militares, que atuam no estado, passem a usar além das armas, um facão.
 
EXEMPLO
 
A sugestão do parlamentar foi dita quando ele elogiava a atuação de PM’s, de Cacoal, que entraram em confronto com bandidos e na troca de tiros mataram um dos criminosos. Para Geraldo da Rondônia, os policiais tinham que ter feito mais, além de matar.
 
ESQUARTAJAMENTO
 
Geraldo enfatizou que além de arma, cada PM teve ter seu facão para “corta a cabeça do meliante, deixa sem cabeça, sem braço e sem perna. Vamos ver se nós regulamenta(sic) essa lei aqui”, afirmou o deputado.
 
FALANDO EM POLÍCIA 
 
Geraldo da Rondônia tem se metido em uma série de polêmicas nos últimos meses tendo, inclusive, o nome registrado em Boletins de Ocorrência contra ele.
 
POLÍCIA 2
 
Uma das situações, ocorreu em dezembro do ano passado, em uma festa na cidade de Ariquemes, quando o parlamentar foi denunciado por uma dançarina por constrangimento ilegal e abuso de autoridade. 
 
DENÚNCIA
 
Segundo a mulher, o deputado queria que ela dançasse apenas para ele. Ela diz que recusou e, ao final do evento, passou a ser desacatada pelo político. Ele emitiu nota negando as acusações, classificando tudo como fake news.
 
MAIS 
 
Outras denúncias contra Geraldo da Rondônia, foram feitas por funcionários da Energisa que o acusam de terem sido humilhados pelo deputado, nos locais de trabalho.
 
RECEPÇÃO
 
Uma das situações, ocorreu no dia 18 de agosto, desse ano, quando colaboradores da empresa de energia, denunciaram o parlamentar por tê-los humilhado na recepção da sede da concessionária, em Porto Velho. 
 
INVASÃO
 
De acordo com o B.O, o deputado chegou ao local e entrou sem permissão. Um funcionário foi conversar com ele e passou a ser humilhado. 
 
EXPLICAÇÃO
 
Geraldo da Rondônia foi na Energisa reclamar do bloqueio judicial do salário dele conseguido por conta de dívidas que ele teria com a concessionária.
 
ASSEMBLEIA
 
Após a baixaria na Energisa, Geraldo foi para a Assembleia Legislativa e fez outro escândalo. Foi tirar satisfações sobre os descontos que teriam ocorrido em seu salário de deputado. Teve que ser contido e acalmado por servidores da casa. 
 
JUSTIÇA ELEITORAL
 
O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Rondônia já cassou por unanimidade, no dia 19 de agosto último, o mandato de deputado estadual de Geraldo da Rondônia.
 
CRIME
 
O parlamentar é acusado pelo Ministério Público Eleitoral de captação ilícita de recursos nas eleições de 2018. A acusação é de que ele recebeu R$ 100 mil reais para campanha eleitoral e teria mentido sobre a origem do dinheiro.
 
CRIME 2
 
Em depoimento, Geraldo da Rondônia afirmou que o dinheiro seria proveniente de um empréstimo. No entanto, a pessoa citada pelo deputado como quem deu o dinheiro negou na Justiça Eleitoral que tenha qualquer relação com Geraldo da Rondônia.
 
RECURSO
 
Geraldo segue ainda como deputado pois no caso desse processo, o parlamentar ainda pode recorrer da decisão junto ao TSE.
 
ENTENDIMENTO
 
O deputado Geraldo da Rondônia está envolvido em tanta confusão que me parece que quando ele fala em esquartejamento está se referindo a sua própria inteligência, que parece estar esquartejada há bastante tempo.
 
RECORDE
 
O consumo de eletricidade no Brasil foi recorde em julho, com alta de 5,7% em relação ao mesmo mês do ano passado, segundo a Resenha Mensal da Empresa de Pesquisa Energética (EPE). O desempenho foi puxado principalmente pela indústria, que registrou o maior consumo de energia para o mês de julho desde 2014, uma alta de 9,8% na comparação anual. 
 
PRORROGADO
 
A Receita Federal prorrogou para 30 de setembro o prazo para cerca de 1,8 milhão de microempreendedores individuais com tributos e obrigações em atraso regularizarem a situação. Caso não quitem os débitos, os MEI serão incluídos na Dívida Ativa da União, o que acarreta em cobrança judicial e perda de benefícios tributários.
 
BEBIDA DE TODOS OS DIAS
 
A disparada de preços dos alimentos chegou ao cafezinho, bebida que está presente em vários momentos do dia dos brasileiros. A previsão da Abic (Associação Brasileira da Indústria de Café) é que o aumento para o consumidor chegue a 40% até o fim de setembro. “O aumento é o maior registrado há pelo menos 25 anos no país”, afirma Celírio Inácio, diretor-executivo da Abic.
 
DÚVIDA
 
E falando em PIB... O que preocupa agora é como ficará o crescimento da economia em 2022. Motivos não faltam para acender o sinal amarelo: ao fraco resultado do segundo trimestre se soma um cenário de inflação em alta, crise hídrica e tensões políticas, além da própria questão de ser um ano eleitoral. 
 
MUDANÇA
 
Que a pandemia acelerou inovações nas políticas de trabalho não é nenhuma novidade. Agora, a dúvida é como será a jornada depois que esse período passar. A maioria dos especialistas em RH apostam no trabalho híbrido, mas há empresas testando outros formatos, como a semana de quatro dias.
 
OPÇÃO
 
Clientes C6 Bank podem pagar o abastecimento de seus veículos nos postos da rede Shell direto pelo aplicativo do banco. O recurso está para todos e pode ser usado em mais de 3.500 postos habilitados com Shell Box.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS