ESPAÇO ABERTO: O Sul de Minas é referência, mas Rondônia também é destaque

ESPAÇO ABERTO: O Sul de Minas é referência, mas Rondônia também é destaque

Foto: Divulgação

RECONHECIMENTO
 
Rondônia acaba de ter reconhecida a primeira Indicação Geográfica (IG), do tipo Denominação de Origem (DO), de café canéfora (robusta e conilon) sustentável do mundo. 
 
AUTORIDADE NO ASSUNTO
 
Este reconhecimento da IG Matas de Rondônia para Robustas Amazônicos do tipo Denominação de Origem foi concedido pelo
Instituto Nacional da Propriedade Industrial - INPI e consolida a qualidade dos cafés da espécie Coffea canephora.
 
LOCALIZAÇÃO
 
A Indicação Geográfica serve para designar produtos ou serviços, que tem características positivas únicas e indissociáveis dos fatores que compõem a sua origem. Para produtos agrícolas, estes fatores também são conhecidos como “terroir”.
 
COMPOSIÇÃO
 
Uma mistura que leva em consideração clima, solo, genética e aspectos culturais da população envolvida no processo produtivo.
 
DETALHE
 
“O saber fazer é crucial na definição de uma IG. Afinal, o fator humano e sua capacidade de modificar o ambiente, selecionar materiais genéticos e manejar lavouras, não pode ser ignorado. Neste caso, se trata de uma interferência, quase sempre, positiva e este é o princípio da Indicação de Procedência (IP)”, afirma o pesquisador da Embrapa Rondônia, Enrique Alves. 
 
NATURAL
 
Enrique enfatiza que, no caso da Denominação de Origem, é um processo ainda mais complexo, pois, além do saber fazer e seus aspectos culturais, leva em consideração que, o café e suas qualidades intrínsecas, têm uma relação direta com as características do "terroir" da região.
 
ENVOLVIDOS
 
Para a Denominação de Origem Matas de Rondônia, esta delimitação é formada por 15 municípios. Dada a complexidade e importância do processo de reconhecimento da cafeicultura da região Matas de Rondônia, coube à Embrapa documentar e justificar os aspectos que tornam o café e a região únicos e merecedores deste selo de origem.
 
DESTAQUE
 
De acordo com dados da Companhia Nacional de Abastecimento – Conab (2021), o Estado de Rondônia é o quinto maior produtor de café do país e o segundo da espécie canéfora.
 
DESTAQUE 2
 
Com uma produção superior a 2,2 milhões de sacas de café, é responsável por 97% de todo o café produzido no Norte do País. Incrustrada no interior do estado, a Região Matas de Rondônia é considerada o berço e a origem dos Robustas Amazônicos. 
 
EM FAMÍLIA 
 
A combinação entre características sociais, ambientais e genéticas fizeram com que, nesta região, se encontrassem cafeicultores de base familiar, especializados na produção de cafés Robustas finos.
 
LONGA DATA
 
A cafeicultura na Amazônia é o resultado de décadas de evolução, baseada em tecnologia, ciência e boas práticas agronômicas. Mérito dos cafeicultores que passaram a manejar suas lavouras de forma mais eficiente e criteriosa.
 
ESCOLHA
 
Alguns produtores chegaram a selecionar os materiais genéticos que possuíam características favoráveis à produção e finalmente, qualidade. Atualmente, entre os clones lançados pela pesquisa e os selecionados pelos produtores, existem mais de
uma centena que são cultivados nas lavouras Rondonienses e que começam a ganhar outros estados.
 
 
INAUGURAÇÃO
 
A prefeitura inaugurou a nova sede do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) Pe. Teodoro Crommo, no distrito de Jaci-Paraná, a 98 quilômetros do centro urbano da capital.
 
OBRAS
 
O local passou por reforma e ampliação por meio de um convênio de compensação celebrado entre a Prefeitura de Porto Velho e a Usina Santo Antônio Energia, fazendo parte do compromisso de investimento de até R$ 30 milhões em bens e serviços destinados ao distrito.
 
OFERTA
 
Na unidade do Cras em Jaci-Paraná são realizados serviços de caráter preventivo, protetivo e proativo. A prioridade é para as famílias em situação de vulnerabilidade social.
 
CADASTRADOS
 
Estes grupos são beneficiários dos Programas de Transferência de Renda, como os Programas Bolsa Família e o de Prestação Continuada, conforme estabelece as diretrizes do Sistema Único da Assistência Social (SUAS).
 
PERDEU O POSTO
 
Com a produção da General Motors parada por falta de peças, o Onix saiu da lista top 10 de carros mais vendidos de maio.
 
SURPRESA
 
No mês passado, o Fiat Argo foi o carro mais vendido, com 10.929 unidades emplacadas, de acordo com os dados divulgados nesta quarta pela Fenabrave. Esta foi a primeira vez que o modelo ficou em primeiro lugar no ranking desde o seu lançamento,
em maio de 2017.  
 
OPORTUNIDADE
 
O grupo de viagens CVC Corp está com inscrições abertas para o seu Programa de Estágio 2021. A edição traz a novidade de ter quase 80% das vagas voltadas para a promover diversidade e inclusão. Essa parcela será voltada para grupos de afinidade como: gênero, étnico-racial, pessoa com deficiência e comunidade LGBTQIA+.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

V DA S Parnaiba

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS