BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ESPAÇO ABERTO: Coronavírus encontrado em Rondônia pode ser mais perigoso e letal

Confira a coluna de Cícero Moura

CÍCERO MOURA/RONDONIAOVIVO

12 de Fevereiro de 2021 às 09:10

Atualizada em : 12 de Fevereiro de 2021 às 18:07

Foto: Divulgação

PERIGO REDOBRADO
 
Pesquisadores da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) em Rondônia concluíram um estudo genômico do novo coronavírus que circula no estado e encontraram 41 mutações no SARS-CoV-2, potencialmente capazes de causar reinfecção e serem mais transmissíveis.
 
PACIENTES
 
As amostras analisadas pela Fiocruz foram colhidas de pessoas infectadas entre dezembro de 2020 e janeiro deste ano na capital Porto Velho e interior do estado.
 
CONSTATAÇÃO
 
As mutações que foram encontradas ocorreram nas três variantes que circulam no estado: P.2, B.1.1.28 e B.1.1.33 (ambas com circulação no Brasil).
 
DETALHE
 
Seis mutações chamaram atenção porque ocorreram na proteína Spike, usada pelo coronavírus para entrar nas células humanas —ela é alvo dos anticorpos produzidos pelo sistema imunológico depois da contaminação pela covid-19.
 
AMPLIAÇÃO
 
Mudanças nessa proteína podem ampliar a capacidade de transmissibilidade do vírus e serem responsáveis por casos de reinfecção ou mesmo redução da proteção de vacinas.
 
FALSO RESULTADO
 
Uma das questões levantadas pelos pesquisadores é que essas mutações seriam capazes de afetar a capacidade de diagnóstico dos pacientes. Em determinado gene foram identificadas algumas alterações que podem impactar no diagnóstico viral em alguns protocolos importantes.
 
MAIS FORTE
 
Um outro ponto citado —e que já vinha sido alertado em pesquisas sobre outras variantes encontradas— é que o vírus está com maior poder de transmissão e pode até, eventualmente, furar uma imunidade adquirida por quem já teve covid-19.
 
INCONCLUSIVO
 
Os pesquisadores dizem ainda que estão analisando se as mutações vistas em Rondônia podem tornar o vírus mais agressivo ou que afete a gravidade da doença. Entretanto, elas teriam poder de contaminar mais pessoas ao mesmo tempo e colapsar hospitais.
 
DOBROU
 
No estudo genômico feito no início da pandemia, entre abril e maio, foram 22 mutações e agora 41.  A Fiocruz/RO informou que desde que começaram os estudos para o acompanhamento e vigilância genômica do coronavírus, foram descritas pela comunidade científica diversas variantes, observadas em todo o mundo.

CONTINUIDADE

Segundo a pesquisadora Deusilene Vieira, a cada mudança do vírus, são geradas também novas linhagens, o que justifica a necessidade de novos estudos para uma melhor compreensão dos fatores clínicos e epidemiológicos relacionados à doença.

IDENTIFICADOS

A partir de isolados virais de dezembro de 2020 e janeiro de 2021, a vigilância genômica de SARS-CoV-2 em Rondônia permitiu identificar linhagens do vírus do B.1.1.33 (Já identificada em todos os continentes, sendo comum na América do Sul). B.1.1.28 (comum no Brasil e já localizada em outros países) e P.2 (variante que foi descrita primeiramente no Rio de Janeiro, e identificada também em outras localidades do Brasil).

SEGUIR RECOMENDAÇÕES

A pesquisadora ressaltou a importância de todos seguirem as medidas restritivas, além do uso de máscara, distanciamento social e álcool em gel para evitar a propagação do coronavírus. Dados das análises referentes aos meses de dezembro/2020 e janeiro/2021 demonstram maior transmissibilidade do vírus, o que também está relacionado a mutações detectadas nessas variantes.

SEM NOÇÃO

 
Enquanto a covid-19 cada vez mais assusta e surpreende pelo poder agressivo, Estado e Prefeitura se encarregam de deixar ainda mais dolorosa a tristeza de
quem perdeu familiares para o coronavírus.
 
SEM NOÇÃO 2
 
De um lado, o Secretário Narcisista acusa a prefeitura de alimentar o sistema com dados desatualizados, o que estaria resultando em um número maior de mortes. Em nota, a prefeitura de Porto Velho afirma que o Estado atualiza seus boletins com informações de óbitos obtidas nos sistemas SIVEP_gripe e eSUS VE, enquanto o município utiliza o SIM.
 
SEM NOÇÃO 3
 
Em vez de se unirem para não cometer erro com algo tão cruel e triste, SESAU e SEMUSA optam pela vaidade pessoal. Com isso, demonstram “competência”
duvidosa em meio a uma situação de desgraça e pavor que atormenta à vida de todos. 
 
AUTORIZADO
 
O Governo Federal deu o aval para que empresas privadas comprem doses da vacina contra a Covid-19 da fabricante AstraZeneca. A deputada federal Jaqueline Cassol (PP-RO) foi uma das parlamentares que solicitou a autorização ao Ministério da Saúde para acelerar a imunização à população brasileira.
 
CUIDADOS
 
Jaqueline Cassol ressaltou, no documento encaminhado ao ministro Eduardo Pazuello, que a importação deve ser feita de acordo com os critérios e o controle do Ministério da Saúde, vacina esteja aprovada e liberada pela ANVISA e as imunizações devem acontecer em paralelo com a campanha de vacinação do Governo Federal.
 
OBSERVAÇÃO
 
A deputada enfatizou que a compra deverá ser feita sem atrapalhar o Programa, sem furar a fila de prioridades da imunização e atendendo os protocolos de saúde. A iniciativa de Jaqueline Cassol foi positiva, já que o governo não tem como agilizar a imunização além da capacidade de vacina que chega.
 
PARCERIA
 
Sebrae e Assembleia Legislativa de Rondônia prometem pôr em prática projetos que venham atender todo o estado. A educação é uma das prioridades para este ano ainda.
 
ENCONTRO
 
O assunto foi tema de uma reunião entre o Diretor Superintendente do Sebrae, Daniel Pereira, e o Presidente da Assembleia Legislativa, Alex Redano. Eles estiveram reunidos na tarde desta quinta-feira tratando de possíveis parcerias que poderão ser encampadas.
 
MESMO FOCO
 
Daniel Pereira disse que o Sebrae mantém uma agenda voltada para o mesmo público alvo da Assembleia. Isso possibilita a realização de várias ações conjuntas.
 
OUTRAS CONVERSAS
 
O presidente da Assembleia, Alex Redano, informou que já vem há algum tempo discutindo agendas positivas com Daniel Pereira, que poderiam envolver a duas entidade. ALE e Sebrae. Redano disse que os investimentos em educação tem reflexo em toda a sociedade.
 
PORQUICE
 
As fotos mostram como é o resultado do trabalho de equipe que atua sem comando. A grama foi cortada e a sujeira deixada de lado. Provavelmente a intenção seria aguardar uma chuva que carregue o lixo para os bueiros. Deu certo. A chuva chegou pra valer desde às 5h15 da manhã desta sexta-feira.
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS