BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ESPAÇO ABERTO: Secretário de Saúde é chamado de hipócrita e inimigo de pessoas com câncer

Confira a coluna de Cícero Moura

CÍCERO MOURA/RONDONIAOVIVO

19 de Outubro de 2020 às 08:33

Atualizada em : 19 de Outubro de 2020 às 11:16

Foto: Divulgação

ENTENDIMENTO
 
Quando é o jornalista que escreve parece que é ranço, mas quando a manifestação vem de alguém que representa uma grande instituição de saúde qual a resposta ? Vou dizer. O jornalista sempre esteve certo.
 
DESABAFO
 
O presidente do Hospital do Amor de Barretos, Henrique Prata, soltou o verbo contra Fernando Máximo, Secretário Estadual de Saúde. Acusou o Secretário de ser “inimigo das pessoas com câncer em Rondônia”. 
 
ENTRAVE
 
De acordo com Henrique Prata, desde que assumiu a pasta, o secretário vem agindo de forma “leviana” para impedir o trabalho filantrópico do Hospital do Amor dentro do estado de Rondônia.
 
BUROCRACIA 
 
Henrique Prata disse que Fernando Máximo é fútil pois estaria criando situações e entraves para inviabilizar recursos que são fundamentais para o Hospital do Amor. Está agindo como “hipócrita com o povo de Rondônia”, falou Henrique Prata. 
 
 
AÇÃO JUDICIAL
 
A manifestação de Henrique Prata é em razão de uma Ação Civil movida pelo Ministério Público que teria sido iniciativa de Fernando Máximo. O secretário estaria questionando valores recebidos pelo Hospital do Amor para a construção da ala que atendeu pacientes infectados pela COVID-19 e foi desativada na semana passada.
 
ACORDO
 
O recurso para a operacionalização dos leitos veio de uma parceria entre Assembleia Legislativa e Hospital do Amor. Segundo Henrique Prata, Fernando Máximo disse que o hospital teria tido uma demanda de atendimento menor que a estrutura montada e o recurso recebido.
 
OTIMIZAÇÃO
 
Henrique Prata afirma que o dinheiro recebido da ALE possibilitou a construção da ala que atendeu a população e salvou vidas e que agora são 60 novos leitos para atender as pessoas com câncer em Rondônia e sem fila. 
 
CURRÍCULO
 
Henrique Prata é um dos mais respeitados gestores hospitalar do país e levou o Hospital do Câncer de Barretos a se tornar a maior referência oncológica do Brasil, tudo em um trabalho sem fins lucrativos que salvou milhares de vidas nas últimas décadas. 
 
OUTRO LADO
 
O Secretário Estadual de Saúde, Fernando Máximo, não se manifestou sobre as declarações do presidente do Hospital do Amor de Barretos.
 
VAI INVESTIGAR
 
O deputado estadual Dr Neidson, Vice- Presidente da Comissão Estadual de Saúde, informou que irá fazer requerimento solicitando documentação sobre a liberação e aplicação dos recursos. Neidson diz que as denúncias são graves e precisam ser apuradas.
 
MEDIDAS
 
O presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, Laerte Gomes, disse que ainda hoje vai analisar a manifestação do presidente do Hospital do Amor e
determinar procedimento interno, se for o caso, para que não haja dúvidas quanto à parceria importante feita com o Hospital do Amor.  
 
EXPOSIÇÃO
 
Realmente essas denúncias precisam muito bem ser apuradas. Henrique Prata pelo currículo que tem não me parece alguém que venha a público colocar em dúvida sua credibilidade. 
 
SESAU
 
Entendo também que se o secretário de saúde Fernando Máximo tiver um mínimo de lucidez vai explicar quais seriam os entraves judiciais criados para “travar” recursos destinados ao Hospital do Amor.
 
O MÉDICO DOS MÉDICOS
 
O escritor e jornalista Moisés Selva Santiago acaba de lançar o livro As Maravilhosas Receitas do Dr. Jesus, onde narra as curas efetuadas pelo Nazareno, como se Jesus estivesse prescrevendo receitas para os enfermos de todas as épocas e lugares. O livro pode ser adquirido no site
 
PRESTAÇÃO DE SERVIÇO
 
Quando trabalhei na TV Rondônia apresentava um quadro chamado “Desaparecidos”. Era líder de audiência justamente por fazer com que o veículo de comunicação fosse usado na sua real essência: prestar serviço.
 
ALEGRIA
 
O quadro mostrava o apelo de pessoas à procura de familiares que há muito tempo não se encontravam. Gente que por algum motivo havia se afastado e nunca mais se falou. Pelo “desaparecidos” foi possível promover reencontros com até 50 anos de separação.

MAIS DE DUAS DÉCADAS
 
Aqui no Rondoniaovivo comemoramos na semana passada um reencontro 23 anos após a separação. Carlos Alberto Nogueira da Silva, morador de Goiânia,
perdeu contato com os familiares aos 3 anos de idade.
 
AJUDA
 
O drama de Carlos Alberto chegou até nossa redação que produziu reportagem com seu apelo. Na quinta-feira,15, o rapaz recebeu um telefonema que lhe trouxe felicidade e satisfação. Ele finalmente reencontrou seus familiares. 
 
 
Veja mais
 
 
 
EM DOBRO
 
Se foi bom para Carlos Alberto para nós do Rondoniaovivo foi melhor ainda. Cumprimos nosso papel social como deve ser, também sendo agraciado ainda com a grata emoção e felicidade que teve o ilustre goianense. 
 
MAIS DESEMPREGADOS
 
O desemprego chegou a 14,4%, o mais alto desde o início da pandemia. O número de brasileiros à procura de trabalho era de 14 milhões na 4ª semana de setembro, segundo levantamento do IBGE
 
FINANCIAMENTO CASA PRÓPRIA
 
A Caixa detalhou como vai funcionar o pagamento parcial das prestações do financiamento habitacional, serão oferecidas duas possibilidades: 50% ou 75%. A medida havia sido anunciada na última quarta-feira junto com o pacote de incentivos ao crédito imobiliário. 
 
VAI VOAR
 
E que tal viajar em um 737 Max? A agência de segurança de aviação da Europa considera que o modelo está seguro para voltar à ativa. O modelo da Boeing não voa desde março de 2019, uma decisão tomada após dois acidentes em sequência que mataram, juntos, 346 pessoas.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS