BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ESPAÇO ABERTO: Quem será o primeiro a ter coragem de pedir voto

Confira a coluna de Cícero Moura

CÍCERO MOURA/RONDONIAOVIVO

06 de Maio de 2020 às 09:56

Atualizada em : 06 de Maio de 2020 às 17:27

Foto: Divulgação

 

SORDÍCIA
 
Ontem foi no bairro Embratel, hoje a imundice a ser mostrada é na região do bairro Flodoaldo Pontes Pinto, na avenida Vieira Caúla com Guaporé. A pauta de capa desta quarta-feira não era sobre sujeira, mas teve tanta gente mandando mensagens e e-mails sobre o tema que não há como dar destaque a outro assunto.
 
 
MAIS PORQUICE
 
 
 
Quem cruza nas proximidades do Skate Parke até já acostumou com a sujeira. O mataréu tomou conta da calçada e muita gente até se arrisca caminhando pela rua para desviar da vegetação.
 
ÁGUA JOGADA FORA
 
Junto com o matagal também está o desperdício. Moradores da região afirmam que, pelo menos, há uns 06 meses existe um vazamento crônico de água. As pessoas garantem que já desistiram de avisar a prefeitura, Caerd e até vereadores que se intitulam defensores da comunidade.
 
DESCASO
 
Como dá para observar, se houve reclamação entrou por um ouvido e saiu pelo outro. Nesse caso da Vieira Caúla, a prefeitura nem pode dizer que não sabe pois o abandono é junto ao CAPS ( Centro de  Atenção Psico Social ).
 
ATENÇÃO?
 
Ironicamente, a atenção estampada na sigla  CAPS não se aplica ao zelo pelo lugar onde o mesmo está instalado. É praticamente impossível trabalhar no local e não cruzar com a sujeira. A não ser que haja um apreço pela convivência harmoniosa com a imundice.
 
OUTRO LADO
 
O setor de comunicação da prefeitura informou que o problema será repassado ao gestor responsável. Quanto ao lixo no bairro Embratel, junto à maternidade, a prefeitura disse que ainda essa semana o local será limpo.
 
OUTRO LADO 2
 
O presidente da Caerd, José Irineu, informou que vai mandar técnicos no local para avaliar o que está ocorrendo. Se houver vazamento, o problema será resolvido.
 
TOMA LÁ DA CÁ
 
Bolsonaro está pronto para distribuir cargos ao centrão em troca de apoio político. Com a popularidade em baixa e ficando cada vez mais isolado, o presidente da República muda a estratégia. A barganha já passa a ser uma opção para acalmar ânimos mais acirrados. 
 
MESMA ESTRATÉGIA
 
Na Assembleia Legislativa de Rondônia já tem gente apostando que Marcos Rocha, em breve, deverá seguir a mesma linha. As denúncias dos últimos dias, envolvendo estradas e saúde, dispararam um alerta no CPA.
 
NÃO É PIADA
 
O Ministério Público Estadual do Mato Grosso criou um auxílio de até R$ 1 mil para despesas de saúde para servidores, procuradores e promotores do órgão. A medida foi publicada no Diário Oficial do MPE nesta terça-feira (5) e assinada pelo Procurador-Geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira.
 
A CULPA É DA PANDEMIA
 
O valor será de R$ 500 para servidores e R$ 1 mil para procuradores e promotores.
De acordo com o MPE, a ajuda de custo será para os membros e servidores, efetivos e comissionados, ativos do quadro de pessoal do órgão. O benefício, de caráter indenizatório, será para contribuir, por meio de ressarcimento parcial, às despesas decorrentes de gastos relativos à saúde.
 
NÃO É ILEGAL
 
Em nota enviada, o MPE explicou que o auxílio é garantido no artigo 32 da Lei 9.782, de 19 de julho de 2012, ou seja, a concessão de tal benefício estava legalmente autorizada desde aquela data. Os recursos necessários para o pagamento do benefício estão previstos no orçamento de 2020 do MPMT. 
 
CARA DE CUPIM
 
É óbvio que os digníssimos membros do MPE do Mato Grosso não cometeriam um ato ilegal ou arbitrário. Quanto à Moral, isso é outra questão. 
 
AVISA MAS NÃO RESOLVE
 
Voltando ao Mundo Real, um dos principais problemas que acontecem com quem pediu auxílio emergencial é não saber se ele foi aprovado ou recusado ou se há falta de informação. A Dataprev, responsável pela análise dos pedidos, passou a divulgar quantos pedidos ainda estão em análise e necessitarão de novo processamento.
 
MAIS DE MILHÃO
 
De acordo com a Dataprev os casos passam de mais de 1 milhão 🧐. Segundo a estatal, será preciso fazer uma nova análise “em função da complexidade de cenários e cruzamentos”. A empresa não detalhou quais são esses casos mais complexos.
 
PRESENTE DE FIM DE ANO
 
Nessa morosidade de fazer inveja a quelônios, o auxílio emergencial, aprovado em 07 de abril, que é bem mais modesto que os valores do MPE do Mato Grosso,  só deverá chegar aos mais necessitados no Natal.
 
PICO DA PANDEMIA COMEÇOU 
 
Sidney Klajner,  presidente do Hospital Albert Einstein, São Paulo, Falou, ontem, para o jornal Valor sobre coronavírus. Sua projeção é de que o pico da pandemia do vírus chinês esteja ocorrendo neste momento e atinja seu ponto máximo no dia 10, para depois despencar. 
 
PRODUÇÃO PIOR DESDE 2002
 
A produção industrial brasileira registrou queda de 9,1% em março na comparação com o mês anterior. Em relação ao mesmo período do ano anterior, a produção caiu 3,8%. A queda também reverteu o resultado de 12 meses. Agora o setor registra retração de 1% no período. Os números com ajuste sazonal (acerto sobre taxas para compensar variações de estações do ano) foram divulgados pelo IBGE.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS