BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ESPAÇO ABERTO: Fernando Máximo diz que lentidão da Semusa atrasa exames no Lacen

Confira a coluna de Cícero Moura

CÍCERO MOURA/RONDONIAOVIVO

28 de Abril de 2020 às 09:21

Atualizada em : 28 de Abril de 2020 às 14:48

Foto: Divulgação

SUPERLOTAÇÃO
 
O Secretário Estadual de Saúde, Fernando Máximo, disse que a lotação no Cemetron ocorreu devido às internações de casos suspeitos de Covid-19. Ele informou que já há um suporte em outras unidades de saúde para atender o excesso de pacientes.
 
A CULPA É DA PREFEITURA
 
Questionado sobre o baixo número de exames, Fernando Máximo disse  que o Lacen tem capacidade para 600 exames dia, mas isso não está sendo feito porque a prefeitura tem coletado poucas amostras.
 
OUTRO LADO
 
A assessoria de comunicação da prefeitura disse que a Semusa não tem nada para responder ao Secretário Fernando Máximo. De acordo com a Semusa, o trabalho vai continuar sendo feito de acordo com os protocolos do Ministério da Saúde. 
 
CAIU
 
O major Philipe Rodrigues Maia Leite não é mais o Coordenador de Infraestrutura Aeroportuária do Estado de Rondônia. Maia estava lotado no DER e foi exonerado do cargo. Quem assume no lugar dele é o coronel PM Fernandes Leal.
 
HELICÓPTERO
 
Uma fonte no governo informou que o governador Marcos Rocha teria ficado bastante aborrecido com a situação divulgada pelo Rondoniaovivo referente a compra de um helicóptero pelos bombeiros que nunca voou.
 
HELICÓPTERO 2
 
Philipe Maia foi quem comprou a aeronave, em 2016, quando era o comandante do GOA. O helicóptero, que custou R$ 1 milhão e 700 mil reais, foi adquirido com dinheiro doado pelo MPT.
 
HELICÓPTERO 3
 
Só em manutenção e compra de peças o helicóptero já consumiu mais de 4,5 milhões dos cofres públicos. Outro fator que também teria contribuído para a exoneração do major Maia, foram declarações fortes do presidente da Assembleia, Laerte Gomes, se queixando que Maia não atendia telefone e nem respondia seus chamados.
 
VACINAÇÃO
 
Nesta terça-feira, o Governo de Rondônia e a Polícia Rodoviária Federal (PRF), realizam vacinação de prevenção à Influenza (H1N1) aos caminhoneiros que trafegam na BR-364, em Rondônia.
 
MÊS DA CONSCIENTIZAÇÃO
 
A iniciativa faz parte das ações previstas no Abril Verde, dedicado à conscientização, vigilância e saúde do trabalhador. Em 28 de abril é comemorado o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes de Trabalho.
 
PONTO FIXO
 
A vacinação vai acontecer a partir das 10h da manhã no Posto da Polícia Rodoviária Federal -  BR 364, km 689 (Porto Velho sentido Candeias do Jamari).
 
EXÉRCITO QUESTIONA  PUBLICAÇÃO DE DEPUTADO 
 
A 17º Brigada de Infantaria de Selva divulgou Nota questionando uma publicação do deputado Eyder Brasil no site da Assembleia Legislativa de Rondônia. De acordo com o deputado, ele teria intermediado a desinfecção do Aeroporto Internacional Governador Jorge Teixeira de Oliveira, em Porto Velho, RO, ocorrida no último dia 18 de abril.
 
NINGUÉM ENTROU EM CONTATO
 
Conforme a 17º BIS,  em nenhum momento os militares receberam pedido formal ou telefônico do Deputado Eyder Brasil, tampouco o parlamentar teve qualquer ingerência nas ações desenvolvidas. 
 
SEM POLITICAGEM
 
Ainda, de acordo com a Nota, não houve qualquer componente de natureza política na desinfecção do Aeroporto. A iniciativa partiu exclusivamente da administração da INFRAERO RO, em Ofício encaminhado ao Comando Conjunto Amazônia.
 
PUBLICIDADE
 
A 17ª BIS finaliza dizendo que na atual conjuntura, tentativa de autopromoção e divulgação de informações inverídicas em nada contribuem para a solução dos problemas.
 
OUTRO LADO
 
Logo após a publicação feita pela 17º BIS, o deputado Eyder Brasil também divulgou Nota esclarecendo que chegou a apresentar Projeto de Lei instituindo o Programa Estadual de Sanitização e Desinfecção no âmbito do estado, no entanto a ação realizada no Aeroporto de Porto Velho, não fez parte do seu Projeto de Lei.
 
VIGILANTES
 
Deputado Jair Montes anunciou em redes sociais que o governo vai contratar 32 vigilantes para as escolas estaduais. As contratações deverão acontecer através de licitação emergencial.
 
PODE SER ADIADA, MAS VAI ACONTECER
 
O novo presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, disse ontem que as eleições municipais sairão este ano. O que ele disse:
 
- Dá até para adiar, mas por muito pouco tempo.
 
E concluiu: não haverá prorrogação de mandato para ninguém.
 
CORONAVÍRUS
 
O presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia, divulgou no Instagram que a única agenda prioritária para o Parlamento no momento está voltada ao coronavírus. Maia disse que está sendo questionado sobre CPIs e processos de impeachment.
 
COM CALMA
 
Rodrigo Maia publicou que qualquer ação foram do eixo saúde precisa ser pensada e refletida com muito cuidado.
 
ELOGIO INACEITÁVEL
 
Amigos próximos disseram que Bolsonaro se indignou particularmente quando Sérgio Moro fez um aceno ao PT citando seus governos como exemplares na relação com a PF.
 
PATETICES
 
No atual Governo Federal, leia-se Bolsonaro, ao contrário dos antecessores que demitiam os ministros enrolados em escândalos, as trapalhadas surgem no Planalto.
 
O OPORTUNISMO DE SEMPRE
 
Em março, o MDB foi às redes sociais proclamar “ai que saudades do meu ex”, referindo-se ao ex-presidente Michel Temer. Depois fez “pacto” com Bolsonaro, mas, diante da crise Sergio Moro, na sexta, já avisou que “a Constituição nos dá caminhos, o MDB não se omitirá”.
 
SORRINDO A TOA
 
O deputado Leo Moraes  comemorou a suspensão do pagamento de parcelas do FIES durante a pandemia. O parlamentar lembra que o débito pode ser parcelado em até 175 prestações.
 
SEM PERSCRIÇÃO
 
O STF legislou de novo, decidindo que a multa por dano ambiental não prescreve. A ação trata de dano causado por madeireiros em terras indígenas no Acre há 40 anos, nos anos 1980 e tem “repercussão geral”.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Vereador Aleks Palitot verifica atendimento em UPAs

Vereador Aleks Palitot verifica atendimento em UPAs

O vereador conversou com a população que buscava atendimento e também com integrantes das equipes das unidades onde colheu informações para a elaboração de oficio a ser encaminhado ao Executivo cobrando as devidas tomadas de providência.

10 de Julho de 2020 às 15:06