BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ESPAÇO ABERTO: Governo publica decreto com medidas voltadas ao coronavírus

Confira a coluna de Cicero Moura

CÍCERO MOURA/RONDONIAOVIVO

17 de Março de 2020 às 09:10

Foto: Divulgação

MOBILIZAÇÃO


O alerta é geral. Escolas e outros órgãos públicos e particulares de Rondônia, onde há grande concentração de pessoas ( mais de 100), terão que parar as atividades. Inicialmente há um prazo mínimo de 15 dias, mas que pode ser estendido. 

 

EM CASA

 

No decreto publicado pelo governo cinemas e academias deverão fechar as portas. Servidores públicos que apresentarem sintomas de COVID-19 ficarão em quarentena, os demais, se possível, realizarão suas atividades em casa.

 

OBRIGATORIEDADE

 

Todos os estabelecimentos comerciais, industriais e quaisquer outros, nos quais aglomeram-se pessoas, dentro do Estado de Rondônia, deverão disponibilizar dispensadores com álcool 70% (setenta por cento) gel antisséptico, em locais visíveis e de fácil acesso a todos os clientes e funcionários e, ainda, ter avisos expostos com orientações sobre a importância da higienização adequada das mãos no combate à disseminação de doenças.

 

ESCOLAS ESTADUAIS


Suamy Vivecanda, Secretário Estadual de Educação, informou que a suspensão acontece a partir desta terça-feira (17) e inicialmente irá durar 15 dias, podendo ser prorrogada por mais 15 dias dependendo de como o vírus se alastrará pelo país.

 


ESCOLAS PARTICULARES


Guto Pellucio, Presidente do sindicato das Escolas Particulares de Rondônia, disse que a categoria seguirá as orientações governamentais sobre o assunto. Não haverá prejuízo para os estudantes.


ESCOLAS MUNICIPAIS


O Secretário Municipal de Educação, Márcio Felix, informou que o município também adotará medidas de prevenção conforme as recomendações do Ministério da Saúde. Na manhã desta segunda-feira (16), algumas escolas, tanto do estado como município, liberaram os alunos mais cedo como medida de precaução.

 


MARIDO TRAÍDO


Tanto no município como na rede particular de ensino, alguns gestores se queixaram da posição adotada pelos secretários estaduais Fernando Máximo, Saúde, e Suamy Vivecanda, Educação. Os gestores dizem que ficaram sabendo pela imprensa do decreto governamental sobre o coronavírus.  


PLANEJAMENTO


Os gestores informaram ainda que já na segunda-feira (15) poderiam ter feito um planejamento para comunicar a suspensão temporária das aulas e os procedimentos que poderiam ser adotados. “ A pandemia de coronavírus é algo muito sério, mas a logística que envolve toda a rede estudantil também é muito grande e precisa ser pensada. Me parece que o governo “esqueceu” da discussão compartilhada de ideias e preferiu adotar a política do manda quem pode obedece quem tem juízo, disseram alguns professores em encontro da categoria.   


AMB QUER FECHAMENTO DAS FRONTEIRAS 

 

A Associação Médica Brasileira quer que Bolsonaro fecha as fronteiras. O governo brasileiro não quer fazer isto agora e acha que há muita histeria em relação ao coronavírus.

 

ARGENTINA FECHA FRONTEIRA COM O BRASIL 

 

A Argentina fechou suas fronteiras com Brasil, Uruguai, Paraguai, Bolívia e Chile. O governo também concedeu licença do trabalho para todos os argentinos com mais de 60 anos. 
As ordens valerão até o dia 31.

 

 

VACINA ANTI-CORONAVÍRUS 

 

O governo dos Estados Unidos anunciou que um paciente recebeu, nesta segunda-feira, a primeira dose de uma vacina experimental contra o coronavírus. A pesquisa é da Kaiser Permanente Washington Health Research Institute, de Seattle, e envolve 45 voluntários jovens e saudáveis, segundo o jornal britânico The Guardian.

 

 

USO DE CÉLULAS

 

A vacina da pesquisa utiliza engenharia genética e aproveita as células do corpo para produzir pequenos pedaços de vírus que são, então, reconhecidos pelo sistema imunológicos. 


A injeção carrega um trecho específico do RNA mensageiro, que constrói um receptor na superfície do vírus, permitido que o sistema imunológico o atinja.

 

 

CURIOSIDADE

 

Pesquisa SEMrush revelou os temas mais pesquisados por brasileiros na internet em 2019: “o que é democracia” (391 mil buscas), comunismo (333 mil), capitalismo (316 mil) e socialismo (290 mil).

 

 

SOCORRO

 

O governo federal deve anunciar até hoje um pacote de medidas para ajudar o setor aéreo a passar pela crise criada pela pandemia de coronavírus, que tem pesado sobre a demanda de viagens internacionais e incentivado valorização do dólar contra o real, um dos principais custos da indústria de aviação.

 

 

NOVELAS

 

Com gravações interrompidas desde ontem, segunda-feira (16), por conta do coronavírus, a Globo anúncio o cancelamento das exibições das suas novelas inéditas e optou por compacto de reprises nos horários das 18h, 19h e 21h,  de tramas que fizeram sucesso no passado.

 

No horário de 'Amor de Mãe' será exibido o compacto da novela 'Fina Estampa'

 

LIVRO

 

O professor da Universidade Federal de Rondônia (Unir), Adailton Alves Teixeira, lançou, em São Paulo, o livro “Teatro de Rua: Identidade, Território”. O livro é resultado de pesquisa e análise de alguns espetáculos criados para a rua, buscando identificar de que maneira a identidade (sentimento de pertencimento) e o território (o espaço significado) influenciam nesse processo.

 

 

DE RONDÔNIA


 
Adailton é mestre em Artes, professor do Departamento de Artes da Unir, diretor, ator e palhaço. Ele integra o Teatro Ruante em Porto Velho. Fundou também o Teatro de Rua em São Paulo. Atualmente o professor faz doutorado em São Paulo.

 


 
CURSO


 
Em 2016, fiz um curso de teatro tendo Adailton como um dos professores. Além de profundo conhecedor do tema, ele leciona focado na prática, na interpretação, mostrando uma profunda identidade com o teatro de rua, com a grandeza do Circo. Não tenho nenhuma dúvida que sua obra pode servir como referência aos novos atores. Para adquirir o livro, os contatos são pelo fone 69 98120-8611.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS