BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ESPAÇO ABERTO: Iphan diz que houve furto de peças históricas na capital

Confira a coluna

RONDONIAOVIVO - CÍCERO MOURA

29 de Janeiro de 2020 às 08:36

Foto: RONDONIAOVIVO

CASO DE POLÍCIA


Delma Siqueira, Superintendente do Iphan em Rondônia, confirmou que houve furto de peças na região do Bate Estaca onde se encontram locomotivas, vagões e dormentes da antiga Estrada de Ferro Madeira Mamoré.

 


AUTORIZAÇÃO


Delma salientou que há uma autorização do Iphan somente para retirada de material considerado sem condições de uso, sucatas que não servem para ser levadas para Museu. A superintendente do Iphan disse ainda que há uma relação de todas as peças existentes no local e que será feito um levantamento para apurar o que foi furtado.

 

 

DEMOLIÇÕES


A Defesa Civil de Porto Velho vai demolir 15 casas para evitar novas ocupações em áreas de risco as margens do rio Madeira. São casas que, segundo a prefeitura, já foram desocupadas por famílias beneficiadas pelo Programa Habitacional, após a cheia do Rio Madeira no ano de 2014/ 2015. A operação contará com o apoio das secretarias municipais de Serviços Básicos e de Obras, além da Polícia Militar e Energisa.

 

 

 

 


PRÓXIMO AO RIO


As casas ficam no bairro Balsa, na cabeceira da ponte sobre o Rio Madeira, nos becos do Birro e da Rede. Serão demolidas também por estarem em área de proteção permanente, propícias a desbarrancamentos e alagamentos do rio. A necessidade da demolição é para evitar que sejam ocupadas novamente e pessoas corram riscos naquela localidade.

 


MAPEADAS


A Defesa Civil diz que as residências que serão demolidas já foram mapeadas e identificadas para que não haja nenhuma dúvida de que ninguém mora no local e também da localização das casas. Caso alguém tenha alguma dúvida ou precise de informações da Defesa Civil pode entrar em contato pelos telefones: 199 ou 99264-1163, coordenador Félix.

 


E VIVA AS REDES SOCIAIS


Políticos, ex políticos e candidatos à reeleição já começaram uma maratona de visitas visando “o melhor para a população”. Os “bem intencionados” estão garimpando os principais problemas da cidade para que na próxima gestão tudo se resolva. Claro que esses nobres cidadãos carregados de desvelo não terão tempo suficiente para constatar o mínimo que a cidade precisa. Deveriam ter feito isso três anos atrás, logo que assumiram os mandatos.


Esqueci de dizer: a tamanha benevolência dos tão bem intencionados tem sido registrada nas redes sociais. Em respeito aos leitores não posso publicar o que as pessoas pensam sobre tanto altruísmo.

 

 

REALMENTE SANTO DE CASA NÃO FAZ MILAGRE


A foto mostra a entrada da Unidade de  Saúde  do Bairro  Socialista, na rua Mané Garrincha, zona Leste da capital. O estado de conservação do acesso para os pacientes, usuários da saúde em geral e servidores municipais revela a maneira como o local é cuidado. 

 

 

 

 


TIM E VIVO PODEM ASSUMIR OI

 

O jornal Valor de ontem informou que a operação de celular da Oi poderá ser vendida para Tim (70%) e Vivo (30%). A OI ocupa uma fatia de mercado que engloba 35 milhões de clientes na modalidade de telefonia móvel.

 

 

 CASO EM MINAS DE CORONA VÍRUS 

 

O Ministério da Saúde investiga um caso suspeito de coronavírus em Minas Gerais. Nesta terça-feira (28) , o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, informou que a pasta investiga uma paciente que apresentou sintomas "compatíveis" com os da doença.

 


FOI PASSEAR


Trata-se de uma estudante de 22 anos que viajou para Wuhan, na China. Ela chegou em território brasileiro no dia 24 de janeiro. Segundo o ministro, a estudante está num hospital de alta organização na área de infectologia. Todas as 14 pessoas que tiveram contato com a estudante também estão sendo "monitoradas".

 


DEMAIS PASSAGEIROS


Agora, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) está levantando os outros viajantes que estavam no voo que viajou da China até o Brasil - escalas foram feitas em Paris e Guarulhos.

 

 

IMPEACHMENT


O governador do Rio, Wilson Witzel, está sujeito a processo civil e até a impeachment, caso a maioria da Assembleia Legislativa (Alerj) entenda que ele ofendeu a dignidade ou decoro do cargo, como prevê a Lei 1.079/50, ao gravar e divulgar telefonema ao vice-presidente Hamilton Mourão.

 

 

 

 

 


UM POUCO MAIS AZEDO


Wilson Witzel provocou novo curto circuito com o governo federal ao gravar o general Hamilton Mourão e ainda colocar a conversa no viva-voz sem avisar o interlocutor.

 

 

NÃO VOLTAM MAIS


A Rádio Bandeirantes de São Paulo apurou que, em média, mais de 5.000 criminosos não voltam à cadeia, após usufruírem de “saidinhas” ou “saidões”. Nos últimos quatro anos, foram mais de 21 mil bandidos que não retornaram após ganhar o benefício.

 

 

TRABALHO ESCRAVO DIMINUIU


Segundo a Polícia Federal, é prática diária o combate ao trabalho escravo. Em 2018 foram 1.745 casos de pessoas submetidas a situação análoga à escravidão. Em 2019, caiu para 1.000.

 

 

ENERGISA QUER MUDAR A LEI


A Energisa Rondônia está lutando na justiça para poder cortar o fornecimento de energia dos consumidores nas sextas-feiras e vésperas de feriados e também suspender o fornecimento quando o cliente tiver apenas um talão em atraso. Hoje, isso é proibido pela Lei Estadual número 4.660/2019, da Assembleia Legislativa de Rondônia.

 


AÇÃO JUDICIAL


A Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee), ingressou no Tribunal de Justiça de Rondônia com Ação Direta de inconstitucionalidade para tentar derrubar a lei.


Na ação judicial, a Energisa  sustenta que a legislação estadual favorece a inadimplência em massa, afetando, dessa forma, o equilíbrio econômico financeiro do sistema de concessões.

 


PEDIDO NEGADO


Relator da Ação Direta de Inconstitucionalidade no Tribunal de Justiça de Rondônia, o desembargador José Antônio Robles não concedeu liminar para suspender a eficácia da lei estadual.


O magistrado anotou que a decisão sobre o pedido da Abradee deve ser tomada em caráter definitivo pelo Tribunal Pleno, não em mera análise cautelar.

 


CAIU


O desembargador João Otávio Noronha, presidente do STJ (Superior Tribunal de Justiça), acatou recurso da AGU (Advocacia-Geral da União) e derrubou  decisão que impedia a divulgação dos resultados do Sisu (Sistema de Seleção Unificada).
A liberação da lista de aprovados foi parar na Justiça após o MEC (Ministério da Educação) admitir ter divulgado parte das notas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2019 com erros.

 

 

 

Mande suas sugestões de pauta, fotos, denúncias ou reclamações para espacoaberto@rondoniaovivo.com.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS