BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ESPAÇO ABERTO: Russos criam servidor para se desconectar da internet mundial

Confira a coluna

RONDONIAOVIVO - CÍCERO MOURA

26 de Dezembro de 2019 às 08:46

Foto: Divulgação

RUNET, A NOVA WEB PRÓPRIA RUSSA

 

O governo russo anunciou na terça (24) que concluiu uma série de testes para desconectar o país da internet mundial. O objetivo era testar a infraestrutura nacional da nova internet da nação, conhecida como RuNet e verificar se o sistema interno poderia funcionar sem acesso ao DNS global e à rede externa. Para os russos isso significa 100% de autonomia em todas as ações na Web sem a possibilidade de xeretas ou espiões.

 


ALTERNATIVA


Os detalhes divulgados sobre os testes são vagos, mas, de acordo com o Ministério das Comunicações, os usuários não notaram nenhuma alteração. Os resultados serão agora apresentados ao presidente Vladimir Putin. Os especialistas continuam preocupados com a tendência de alguns países de criarem redes próprias desconectadas da internet global.

 


PODE FRAGILIZAR


"Infelizmente, as medidas tomadas pela Rússia são apenas mais um passo no crescente desmembramento da internet", disse Alan Woodward, cientista da computação da Universidade de Surrey, no Reino Unido. A internet é composta por milhares de redes digitais pelas quais a informação viaja. Essas redes estão conectadas por pontos de roteamento de dados - e eles são, sabidamente, o elo mais fraco desta cadeia.

 


MUITA FESTA

 

Neste período, praticamente, o assunto política em Rondônia é descartado. Com todo mundo em férias, quem pode é claro, não há o que se contar sobre os nobres parlamentares da capital e do estado. Excepcionalmente quando acontece algum deslize é que os nobres voltam as manchetes, salvo algum ato “inusitado” venha a ocorrer.

 

 

POR OUTRO LADO…

 

Já em Brasília, as notícias são sempre quentes e não repercutem somente no dia que são publicadas. Essa, por exemplo, foi publicada no Diário Oficial de terça-feira (24) e vai dar muito o que falar. 


O presidente assinou Medida Provisória que estabelece que a palavra final sobre a nomeação de reitores em universidades federais e diretores de institutos federais, será de Jair Bolsonaro, que poderá não acatar o nome vencedor da lista tríplice de candidatos apresentada pela instituição. 

 

 

 

 

 

 

MUDANDO REGRAS

 

Tradicionalmente, o reitor é escolhido pelo corpo de professores das universidades, por meio de uma votação de uma lista tríplice. O mais votado dessa lista costuma ter seu nome sancionado pelo presidente, para um mandato de quatro anos. 


A MP 914, no entanto, fixa a regra de que o presidente poderá, a seu critério, escolher qualquer um dos três nomes que compuserem a lista tríplice indicada pela universidade.

 

 

O QUE DIZ A MP 

 

A medida provisória estabelece que a consulta para a formação da lista tríplice para reitor será feita, preferencialmente de forma eletrônica. O voto, que é facultativo, será dado pelos servidores efetivos do corpo docente de cada instituição, que terão peso de 70% na escolha dos nomes. Servidores efetivos técnico-administrativos terão peso de 15%. Os alunos também terão peso de 15%. Pelo critério, o porcentual de votação final do candidato vai se basear na média ponderada de cada segmento. O cargo de reitor só poderá ser disputado pelos professores que ocupam cargo efetivo em cada instituição federal. 

 

 

COMO FICA

 

A pergunta é e como vai ser quando o presidente não concordar com nenhum dos 03 nomes apresentados. É óbvio que isso não é difícil de acontecer quando se trata de Jair Bolsonaro. Quando algo não o agrada ele não costuma ficar muito atento a regras.

 


GENERAL NO COMANDO

 

O fundo Postalis, devastado pela Lava Jato, saiu da intervenção federal na segunda-feira. 


O novo presidente é o general Paulo Humberto Cesar de Oliveira. Ele ficará no cargo por meio ano, devendo encaminhar o processo eleitoral de escolha do novo dirigente. O Postalis é o fundo de pensão dos correios.

 

 

SERÁ COBRADO A PARTIR DO DIA PRIMEIRO DE JANEIRO

 

A partir da quarta-feira da semana que vem, dia 1º, o seguro DPVAT voltará a ser cobrado em todo o País.


Em Rondônia, o governo estadual ainda não sabe como fará a cobrança, porque o IPVA já está sendo cobrado e o seguro sempre sai junto. A Medida Provisória 904/2019, que extinguiu o Seguro DPVAT a partir de 1º de janeiro de 2020 foi suspensa pelo Supremo Tribunal Federal. Automóveis pagam R$ 16,21, Caminhões R$ 16,77, ciclomotores R$19,65, Ônibus R$ 37,90 e motos R$ 84,58. Por seis votos a três o STF decidiu acatar a ação direta de inconstitucionalidade apresentada pela Rede Sustentabilidade.

 


MILAGRES DA MAÇÃ

 

Duas maçãs por dia reduzem o colesterol sérico e melhoram os biomarcadores cardiometabólicos em adultos levemente hipercolesterolêmicos é o que aponta um estudo científico controlado e cruzado. O trabalho foi feito pela  American Society For Nutrition e publicado no jornal americano The American Journal. 

 

 

 

 

 

O QUE FAZ AGIR

 

Maçãs são ricas em polifenóis bioativos e fibras. Evidências sugerem que o consumo de maçãs ou de seus componentes bioativos está associado a efeitos benéficos no metabolismo lipídico e em outros marcadores de doenças cardiovasculares (DCV). No entanto, ensaios clínicos randomizados controlados adequadamente são necessários para confirmar esses dados e explorar os mecanismos.

 


MÉTODOS


Voluntários saudáveis, hipercolesterolêmicos leves (23 mulheres, 17 homens), com idade média de 51 anos, consumiram 2 maçãs / dia por 8 semanas cada, separadas por um período de lavagem de 4 semanas. O sangue em jejum foi coletado antes e após cada tratamento. Os lipídios séricos, glicose, insulina, ácidos biliares e biomarcadores endoteliais e de inflamação foram medidos, além da reatividade microvascular, utilizando-se imagens de Doppler a laser com iontoforese e rigidez arterial, usando análise de ondas de pulso.

 

 

RESULTADOS


O consumo total de maçã diminuiu o total sérico e colesterol LDL. A resposta à vasodilatação microvascular dependente do endotélio foi maior após as maçãs do que após o CB. Maçãs não tiveram efeito sobre a pressão arterial ou outros marcadores de DCV.

 

 

CONCLUSÕES


Esses dados revelaram efeitos benéficos hipocolesterolêmicos e vasculares do consumo diário de maçãs ricas em PA por indivíduos levemente hipercolesterolêmicos.

 

 

FAZ SENTIDO

 

Maçãs representam 12,5% de todas as frutas consumidas no mundo, devido ao seu gosto e conveniência, e possivelmente também pelos seus supostos benefícios à saúde. Estudos epidemiológicos sugerem que uma ingestão frequente de maçã está inversamente associada à síndrome coronariana aguda, mortalidade total por DCV e mortalidade por todas as causas.

 

 

BOMBARAM

 

Shopping e comércio conseguiram atingir suas metas de venda, segundo informações dos próprios lojistas. No dia 24, houve congestionamento em lojas, supermercados e até nos açougues. Muita gente substituiu presentes mais caros por opções mais em conta, no entanto ninguém ficou sem ganhar uma lembrancinha de Natal.

 


DINHEIRO NO CAIXA

 

O Palácio do Planalto prevê repassar nesta sexta-feira os valores que cabem aos governos estaduais na partilha da cessão onerosa do pré-sal. Se isso realmente acontecer, o Governo de Rondônia começa 2020 com um excelente fôlego no caixa.

 

 

 

Mande suas sugestões de pauta, fotos, denúncias ou reclamações para espacoaberto@rondoniaovivo.com.

 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS