BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ESPAÇO ABERTO: Diminuiu o número de pessoas com alguma ocupação em Rondônia

Confira a coluna

RONDONIAOVIVO - CÍCERO MOURA

19 de Dezembro de 2019 às 08:39

Foto: Divulgação

PESQUISA

 

O IBGE divulgou ontem (18) resultados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua (PNAD Contínua) em relação às características adicionais do mercado de trabalho. OS resultados mostraram que o número de pessoas ocupadas em Rondônia caiu 1,2% entre 2018 e 2017.

 

 

DIFERENTE DO PAÍS


O número de pessoas ocupadas em Rondônia diminuiu 1,2% entre 2018 e 2017. Eram 788 mil em 2017 e, em 2018, eram 778 mil. Comparado a 2012, houve um aumento de 4,9% (eram 741 mil). Em todo o Brasil foi registrado um aumento de 1,4%, passando de 91,1 milhões em 2017 para 92,3 milhões em 2018.

 

 

HOMENS SÃO MAIORIA

 

Em Rondônia, entre as pessoas ocupadas, os homens são maioria: 61,7%, mesmo índice registrado em 2012. Do grupo de pessoas que trabalham como empregadoras ou por conta própria, eles também são maioria: 74,2% dos empregadores e 77,8% dos que trabalham por conta própria.

 

 

INFORMALIDADE MAIOR

 

Entre 2017 e 2018, as pessoas ocupadas como empregadores aumentaram 12%, atingindo 34 mil trabalhadores. Já a taxa das que trabalham por conta própria subiu 5,6%, totalizando 227 mil pessoas.

 

 


CAMPO É DESTAQUE EM RONDÔNIA

 

No Estado, por grupamento de atividade no trabalho principal, 22% trabalham na agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura; 19,8% na administração pública, defesa e seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais; e 18,2% no comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas.

 

 

MAIORIA TRABALHA NO LOCAL DO NEGÓCIO

 

Quando se trata do local de trabalho, 49,5% trabalham em estabelecimento do próprio empreendimento; 27,5% em fazenda, sítio, granja, chácara etc; e 12,1% em local designado pelo empregador, patrão ou freguês. A maior alta foi registrada entre os que trabalham em veículo automotor (40%), passando a corresponder 3,5% do total de pessoas ocupadas.

 

 

 

 

FILIAÇÃO SINDICAL CAIU

 

Em relação à associação a sindicato, o número vem diminuindo ano a ano em Rondônia. Em 2012, 19,7% dos trabalhadores eram filiados. Em 2018, o índice atingiu o menor percentual em sete anos: 13,9%.

 

 

COOPERATIVAS CRESCERAM

 

Entre as pessoas ocupadas como empregadores ou conta própria no trabalho principal, 11,7% participavam de alguma cooperativa de trabalho ou produção. O índice representou um aumento de 3% em relação a 2017, ano com a menor taxa: 8,7%. Em sete anos, a maior proporção de cooperados foi registrada em 2012 (13,2%).

 

 

NÃO É NOTÍCIA REPETIDA

 

A dor de cabeça é constante e os prejuízos rotineiros para empresários e a comunidade que utilizam diariamente a Estrada do Belmont, localizada na zona Norte da capital. A chuva está apenas começando e já é uma aventura cruzar pela estrada. Os caminhoneiros tem sido os mais prejudicados que quase sempre necessitam de ajuda para sair dos atoleiros.

 

 

 

 

 

MUDAR PARA O AMAZONAS

 

O total descaso dos governos já está fazendo com que empresários pensem em mudar seus negócios para Humaitá. Alegam que apenas um dia perdido por causa da estrada já significa prejuízo.

 

 

PROMESSAS

 

Sinceramente eu já perdi a conta do número de mentirosos que aparecem na mídia prometendo soluções. Entra governo, sai governo e o engodo é o mesmo. O pior nisso tudo é que se os empresários realmente cansarem das lorotas e acharem outra cidade para instalar seus negócios o estado vai perder um bocado de dinheiro proveniente dos impostos recolhidos no Polo Industrial existente na região.

 

 

NOVA CPI

 

A CPI da Aneel, proposta pelo deputado Leo Moraes (Pode-RO), com o apoio de 186 parlamentares, deixa espertos os diretores de agências reguladoras, na maioria indicados pelas empresas. A comissão deveria ser ampliada para uma espécie de CPI do Aparelhamento. 

 

 

 

 

 

AMIGOS, DE NOVO

 

O governo Bolsonaro atendeu em menos de 24 horas o pedido de agrément do novo embaixador da Argentina em Brasília, Daniel Scioli. Sinal da retomada das boas relações entre os países. 

 

 

VEM GUERRA POR AÍ?

 

A “Secretaria de Polícia” (que coisa...) do Senado comprou 159 mil balas para arma de fogo. Foram gastos R$305,3 mil nisso só em novembro. É o segundo maior gasto com material de consumo no ano. 

 

 

FRANCISCO PODE, CHICO NÃO

 

Sensível aos apelos envolvendo o uso medicinal de uma molécula da planta da maconha, a ponto de autorizar seu plantio “para fins de pesquisa”, ignorando a legislação em vigor, a Anvisa proibiu a importação do charuto Cohiba, um dos mais apreciados do mundo. 

 

 

ACIMA DO ORÇAMENTO

 


O ministro Paulo Guedes (Economia) afirmou que o salário mínimo de 2020 será maior que o aprovado no orçamento por causa do repique do Índice Nacional de Preços ao Consumidor. “Vai ser R$1.038”, garantiu. 

 

 


AMANHÃ É DIA DE ASSINATURAS

 

Nesta sexta-feira, o Aliança pelo Brasil, Partido de Bolsonaro, fará um dia de recolhimento de assinaturas para a criação da legenda.
São necessárias 492 mil assinaturas e quem assinar não pode ser filiado a outro Partido.

 

 


EMITIDA ORDEM DE PRISÃO

 

O Ministério Público da Bolívia emitiu ordem de prisão contra o ex-presidente Evo Morales. Morales está na Argentina.  O governo boliviano pedirá a extradição do ex-presidente ao governo peronista de Alberto Fernández.

 

 

BENEFICENTE

 

Nos dias 20 e 21 de dezembro, acontecerá a 7a edição da Mostra de Empreendedorismo & Negócios, no Juninho Soft Café, avenida Farquar, 1601, Caiari, das 15h às 23h, onde empreendedores locais estarão expondo seus produtos e serviços. Cada participante fará uma doação que será revertida para a Casa de Apoio do Hospital de Amor Amazônia.

 

 

 

Mande suas sugestões de pauta, fotos, denúncias ou reclamações para espacoaberto@rondoniaovivo.com.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS