2° TURNO: Amoêdo declara voto em Lula; 'Bolsonaro é péssimo gestor, sem compaixão'

Em 2018, Amoêdo foi o quinto no primeiro turno da eleição presidencial, com 2,5% dos votos válidos. Bolsonaro teve 46,03% e, posteriormente, 55,13% no segundo turno - com o apoio de Amoêdo e do Novo. Fernando Haddad (PT) teve 44,87% no segundo turno e acabou derrotado

2° TURNO: Amoêdo declara voto em Lula; 'Bolsonaro é péssimo gestor, sem compaixão'

Foto: Divulgação

 

 

João Amoêdo (Novo), um dos fundadores do Novo, anunciou que vai votar em Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no segundo turno da eleição presidencial deste ano. Em entrevista à Folha de S. Paulo, divulgada neste sábado (15/10), o candidato à Presidência da República derrotado em 2018 fez críticas a Jair Bolsonaro (PL), que tenta reeleição, e afirmou que votar em Lula será uma "tarefa dificílima".

 

"Bolsonaro confirmou ser não apenas um péssimo gestor, como já prevíamos, mas também uma pessoa sem compaixão com o próximo. Ele é incapaz de dialogar, de assumir suas responsabilidades e não tem compromisso com a verdade. É um governante autocrático que se coloca acima das instituições", disse Amoêdo.

 

Em 2018, Amoêdo foi o quinto no primeiro turno da eleição presidencial, com 2,5% dos votos válidos. Bolsonaro teve 46,03% e, posteriormente, 55,13% no segundo turno - com o apoio de Amoêdo e do Novo. Fernando Haddad (PT) teve 44,87% no segundo turno e acabou derrotado.

 

Estado de Minas

 

João Amoêdo (Novo), um dos fundadores do Novo, anunciou que vai votar em Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no segundo turno da eleição presidencial deste ano. Em entrevista à Folha de S. Paulo, divulgada neste sábado (15/10), o candidato à Presidência da República derrotado em 2018 fez críticas a Jair Bolsonaro (PL), que tenta reeleição, e afirmou que votar em Lula será uma "tarefa dificílima".

 

Amoêdo seguiu a entrevista e afirmou que continua com "as mesmas críticas" quanto ao PT e a Lula. "Em relação ao PT e a Lula continuo com as mesmas críticas e enormes restrições. Como esquecer o mensalão, o petrolão, a recessão de 2015 e 2016, as pedaladas fiscais, o apoio a ditaduras? Discordo integralmente das ideias e dos métodos. A incapacidade de assumir erros é garantia de erros futuros. Nunca tive dúvida. Nem Lula nem Bolsonaro merecem meu voto. Serei oposição a qualquer um dos dois".

 

"No dia 30, farei algo que nunca imaginei. Contra a reeleição de Jair Bolsonaro, pela primeira vez na vida, digitarei o 13. Apertar o botão 'confirma' será uma tarefa dificílima. Mas vou me lembrar do presidente que debochava das vítimas na pandemia, enquanto milhares de famílias choravam a perda de seus entes queridos", completou, posteriormente.

 

Em 2022, o Novo ainda não se posicionou abertamente sobre um apoio no segundo turno - ocorre em 30 de outubro. Contudo, o principal cabo eleitoral do partido, Romeu Zema (Novo), governador reeleito de Minas Gerais, anunciou apoio a Bolsonaro após o primeiro turno.

Direito ao esquecimento

Qual você acha que será o resultado do jogo entre Brasil e Suíça nesta segunda-feira (28)?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

MS Teixeira Comercial

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS