BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

MEDIUNIDADE: Jornalista Cícero Moura, do Rondoniaovivo, lança livro espírita ‘Do Outro Lado’

O jornalista desenvolveu a mediunidade à partir do ano de 2000 quando o amigo médium, Marlon Santos, lhe incentivou a se aprofundar nos estudos sobre o assunto

Assessoria

04 de Novembro de 2020 às 08:45

Atualizada em : 06 de Novembro de 2020 às 17:44

Foto: Divulgação

“Do Outro Lado” é o primeiro romance escrito pelo jornalista Cícero Moura, editor de política do Rondoniaovivo. A obra é uma psicografia e conta uma história que teria ocorrido em Varsóvia, na Polônia. Um pai, motorista de ambulância, vai prestar um socorro com equipe médica e ao chegar no local da ocorrência encontra o filho, de 14 anos, morto.

 

Até o dia deste fato, a família do motoristas passa por uma série de situações “estranhas” relatas pelo garoto. Ele conta para os pais sobre espíritos que lhe procuram para conversar. Alguns revelam como morreram e acabam explicando sobre fatos reais vivenciados por sua família no dia a dia.

 

Para adquirir a obra, basta acessar os LINKS abaixo:

 

Amazon, Americana, Editora Lux, Shoptime, Submarino

 

Referências

 

Cícero Moura desenvolveu a mediunidade à partir do ano de 2000 quando o amigo médium, Marlon Santos, lhe incentivou a se aprofundar nos estudos sobre o assunto. O jornalista contou para Marlon que desde criança enxergava vultos e não sabia como lidar com aquilo.

 

O médium lhe disse que era muito bom conviver com “essas companhias” e que ele deveria estudar bastante o tema para entender, se acostumar com a situação e usar isso de forma positiva.

Cícero conta que o contato com espíritos nunca lhe causou desconforto, pelo contrário. Ele teria sido alertado sobre algumas ocorrências que poderiam ter tido desfecho grave. Para conseguir um melhor entendimento sobre a doutrina espírita, Cícero Moura estudou obras de autores consagrados como Alan Kardec, Sylvia Browne, James Van Praagh e Chico Xavier.

 

“Não sou cético, tenho muitos questionamentos, mas esses autores são referências no assunto e seus conhecimentos são muito importantes para quem, como eu, leva muito a sério o espiritismo”, esclarece Cícero.

 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS