BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

CIDADE DA CULTURA : Empresa paralisa obra da construção no Parque dos Tanques

O projeto prevê a construção da cidade da cultura no local

ZÉ KATRACA

14 de Abril de 2020 às 12:33

Foto: Divulgação

A empresa contratada para construir o Cento de Convenção do Estado de Rondônia conhecido também como “Cidade da Cultura”, no Parque dos Tanques, desde meados de fevereiro, paralisou os trabalhos que vinham sendo realizados, em virtude de durante as escavações para implantar as fundações da edificação, ter descoberto que toda a área onde aconteciam as apresentações das quadrilhas e bois-bumbás não passa de Um Aterro onde foi encontrado no subsolo, um grande lixão, o  que inviabiliza qualquer construção no local.

 

Consultamos o superintendente da Sejucel Jobson Bandeira sobre o assunto, e ele nos disse o seguinte: “A obra foi paralisada, porque a empresa que fez o projeto, foi paga para fazer o estudo de solo e subsolo antes de desenvolver o Projeto, entretanto, não foi feito e agora foi encontrado um LIXÃO na área, e por isso, tem que ser feito um novo estudo de solo. A empresa que recebeu para fazer o Projeto já foi notificada e deverá tomar as providencias para podermos dar andamento na obra”, disse Jobson.

 

A preocupação dos dirigentes das entidades que congregam os grupos folclóricos que se apesentam no Arraial Flor do Maracujá assim como das Escolas de Samba, é que esse problema do subsolo, venha ser considerado como impedimento para que a construção da “Cidade da Cultura” no Parque dos Tanques seja suspensa de vez, o que pode acarretar na perda dos recursos já depositado na Caixa Econômica para a construção da obra. “Já pensou se o governo federal achar de solicitar a devolução dos recursos”, lembra o folclorista Rodrigo Cerdeira presidente da quadrilha Mocidade Junina.

 

Segundo Cerdeira: “Por essas e outras, a empresa abandonou a obra, retirando o seu maquinário e doando a madeira e telhado da sua parte logística”, finalizou.

 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS