BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Lenha na Fogueira

COLUNA

07 de Outubro de 2017 às 08:09

Foto: Divulgação

 

Cacoal está em festa. Aliás, a festa termina hoje. Estou me referindo a 5ª FICC CACOAL Feira de Indústria e Comércio, que apresentou a produção da indústria têxtil, moveleira e de alimentos da capital dos empreenderes de Rondônia.

Recentemente Cacoal ganhou o título de produtor do Melhor Café da Amazônia e em consequência um dos melhores do Brasil. Além disso, é destaque no setor de confecção, tanto que dentro da FICC acontece o “Rondônia Fashion Show” que nesta edição, conta com as participações de personalidades nacionais como Sheila Melo, Elièser (ex BBB), Milene Pavorô, Dado Dolabella, e os atores mirins Mel Maia e JP Rufino.”

Na oportunidade o governo do estado de Rondônia através da Setur promoveu a 1ª Feira de Turismo de Rondônia e a equipe do Júlio Olivar, formada pelo Antônio Marcos, Diego e Ailton fizeram de tudo para colocar o nome da Setur no palco mais alto do mundo turístico.

Rondônia se encontrou em Cacoal entre os dias 5 a 7, tudo por conta de um evento da magnitude da FICC. São 5 anos de sucesso. Parabéns aos empresários de Cacoal e agora estendido ao superintende da Setur que aproveitou o lance, para lençar o Mapa do Turismo do Brasil que conta com 22 municípios de Rondônia.

É aí que fico me perguntando: Por que será que em Porto Velho, não existe um vento do tipo da FICC. Sei do esforço do Júlio para realizar a Fitur que de início seria na área externa do Palácio das Artes, acontece que alguém das fianças estaduais, achou que daria muita despesa. Esse é o problema; 

Enquanto pensarem que investimento no turismo é despesa, assim como investimento em cultura também é considerado como despesa, nunca vamos chegar a lugar nenhum. Turismo e Cultura não é despesa é investimento que rende emprego e renda.

A capital de Rondônia, não tem um grande evento, seja produzido pelo governo ou pela iniciativa privada. Aqui tudo já teve>

Já tivemos a maior feira agropecuária do estado a EXPOVEL que acabou sem explicação. Ou será que foi porque seus realizadores, só queiram mamar nas tetas do governo estadual?

Não temos feira no estilo da FICC. Antes até que o Sebrae realizava uma feira no estilo, De uns anos pra cá não realizou mais.

O comércio de Porto Velho o mais que promove, são o fechamento das ruas sete de Setembro (centro), Jatuarana (Zona Sul) e Amador dos Reis (Zona Leste), ai conseguem uma garrafa de “Tubaina” e Pipoca para distribuir pra gurizada e pronto.

Todo mundo elogia a Expojipa (Ji Parana), a feira agropecuária de Ariquemes, Vilhena, Rolim de Moura, Guajará Mirim e tantas outras. A única cidade grande do estado de Rondônia, que não realiza uma feira agropecuária, é a capital Porto Velho. E olha que o maior rebanho bovino estadual, fica justamente em Porto Velho.

Não temos um evento que envolva a gastronomia em Porto Velho. Nem a feira do Churrasquinho, é realizada na capital de Rondônia e olha que você encontra churrasquinho em tudo quanto é esquina da cidade.

O rio Madeira abriga a maior quantidade mundial de espécie de peixes de água doce, porém, não temos um evento destinado ao segmento. Em Rolim de Moura tem a festa do tambaqui, Ariquemes também e em Porto Velho não tem nem a do Mandi!

Porto Velho tem muitas oficina de confecção, é só dar uma passeada pelo comércio do Centro, Zona Leste e Zona Sul pra ver, quantas lojas comercializam roupas confeccionadas nos bairros da nossa cidade. Porém, nunca aconteceu o Porto Velho Fashion Show com as modelos vestindo a produção local.

Por isso damos vivas a cidade de Cacoal!

 

Feira de Turismo termina neste sábado em Cacoal

 

A 1ª Feira da Indústria e Turismo de Rondônia – Fitur apresenta, na manhã deste sábado, 07, no hotel Catuí, a Conferência “Turismo como Fator de Desenvolvimento Econômico e Social” com a jornalista consultora da Fecomércio, Cláudia Ayres Moura.

A Fitur, que está acontecendo paralela à Feira da Indústria e Comércio de Cacoal – FICC, tem o patrocínio do governo de Rondônia e o apoio da Assembléia Legislativa – ALE. A feira foi aberta na última quinta feira, dia 5, na casa de eventos Millenium, com a presença de muitas autoridades estaduais, empresários, trade turístico e os prefeitos da região, que reconheceram o turismo como vetor de desenvolvimento socioeconômico.

A Superintendência Estadual de Turismo de Rondônia – Setur homenageou diversos empreendedores, personalidades e políticos que têm real compromisso com o turismo em Rondônia.

Na oportunidade, o superintendente da Setur, Júlio Olivar promoveu o lançamento do “Mapa do Turismo”, com 22 municípios de Rondônia devidamente aprovados pelo Ministério do Turismo; o Guia Cacoal, que promove a produção industrial local, além do vídeo institucional “Turismo Rondônia”.

O estande da Setur expôs peças de arte da artista Valéria Totti, referência em Rondônia na transformação de matéria-prima da Amazônia em objetos exportados para vários países. “Também tivemos o prazer em participar da abertura da Cozinha Show e abertura do Festival Cacoal Sabor, que está acontecendo em paralelo, sob o patrocínio da Setur”, disse Júlio Olivar.

O público presente na Fitur conheceu o prato “Pirarucu Rondon”, assinado pelo Chef Manoel Evangelista, que é reconhecido como prato oficial, desde 2016, pela Setur. ”Ficamos muito felizes e temos que agradecer a todos pelo apoio: em espacial, deputados Cleiton Roque, Anderson Pereira e Marinha Raupp; prefeita Glaucione Neri e diretor municipal de turismo Paulo Mendes; presidente da ACIC, Daniela Bianchini e equipe. Obrigado também aos prefeitos da região: Carlos (Alta Floresta), Rosani (Vilhena), Juliana (Pimenta) e Edilson (Médici); Sistema S (Sebrae, Fecomércio e Fiero) pelo apoio e presença”, finalizou Olivar.

Programação - Sábado 7 de outubro

 

9h - Conferência “Turismo como Fator de Desenvolvimento Econômico-Social” - Cláudia Moura – no Hotel Catuaí;

19h30min - Desfile infantil de famosos;

20h30min - Cozinha Show - No Salão;

21h30min - Apresentação de performance;

22h - Show com banda de música local.

 

Hoje tem Projeto Samba Autoral no bar do Calixto

 

Neste sábado, 07, a partir das 14 horas, os compositores sambistas de Porto Velho, vão se encontrar no Bar do Calixto para mais uma edição do Projeto Samba Autoral.

O Samba Autoral reúne sempre no primeiro sábado do mês, os compositores de samba de Porto Velho, para apresentarem suas mais recentes obras. O comando é da diretoria da escola de samba Asfaltaõ, em espcial, do mestre Oscar, da Sílvia Pinheiro, Waldison e Makumbinha. A festa concentra na esquina da rua Jacy Paraná com a Brasília no bairro Nossa Senhora das Graças, o que se pode classificar como a Fina Flor dos Compositores de Samba de Porto Velho. Bainha, Jon Adson Piaba, Toninho Tavernard, Sílvio Santos, Bainha, Zé Baixinho, Oscar Knigthz, Reginaldo Makumba, As Pastoras, Torrado, Mávilo Melo, Danilo, Beto Cezar, Ernesto Melo, Cristóvão Nascimento e tantos outros autores.

O evento conta com o apoio da prefeitura de Porto Velho via Funcultural que coloca a sonorização para os cantores/compositores e a banda formada por músicos como Walber do Bandolim, Walci Nonato, Padoca, Júnior, Negão da Pura Raça, Nílson do Cavaco, Jair, Walber do Pandeiro e tantos outros expoentes do samba em Porto Velho.

Na tarde de hoje, entre as 13 e as 14 horas, a equipe de produção do Samba Autoral participa do programa do Anizinho Gorayebe apresentado pela rádio Rondônia FM 93.3. Além do Projeto Samba Autoral os sambistas vão discutir sobre os desfiles das escolas de samba no carnaval de 2018.

 

SERVIÇO

Samba Autoral, hoje dia 7, a partir das 14 horas, no Bar do Calixto, localizado na esquina da rua Jacy Paraná com a Brasília, no bairro Nossa Senhora das Graças. 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS