BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

SEM TRANSPARÊNCIA: Gestão Hildon Chaves é a pior do Brasil em divulgação de gastos emergenciais

A capital de Rondônia recebeu mais de R$ 10 milhões em recursos para serem destinados ao combate do Coronavírus

Rondoniaovivo - João Paulo Prudêncio

30 de Junho de 2020 às 15:21

Atualizada em : 01 de Julho de 2020 às 09:40

Foto: Divulgação

Uma análise da Transparência Internacional realizada nos sites, redes sociais e portais de transparência das prefeituras que integram as 27 capitais do Estado Brasileiro, colocou a gestão do prefeito Hildon Chaves (PSDB) como a última colocada no ranking das contratações emergenciais.

 

Além da última colocação, Hildon Chaves foi responsável pela única gestão que recebeu nota ruim entre todos os municípios avaliados.

 

Até o momento, a capital de Rondônia recebeu mais de R$ 10 milhões em recursos para serem destinados ao combate do Coronavírus, a pouca transparência nos gastos, a falta de medicamentos, a falta de insumos e de profissionais da Saúde, são alguns dos pontos que vem gerando indignação na sociedade local.

 

 

A capital de Rondônia tem uma taxa de infecção de Coronavírus de 545,2 casos por cada cem mil habitantes, o que fez com a cidade retornasse para as normas de distanciamento social ampliado após tentar fazer uma reabertura do comércio na última semana.

 

O ranking é estabelecido por critérios que se baseiam no guia de Recomendações para Transparência de Contratações Emergenciais em Resposta produzido pela Transparência Internacional em conjunto com o Tribunal de Contas da União – TCU.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS