BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

SEM ESTRUTURA: UPA’s da capital estão sem médico e não atendem comunidade

Na manhã desta segunda-feira (1) o repórter William Ferreira “Homem do Tempo” foi até a UPA da zona Leste e conversou com os cidadãos indignados

Rondoniaovivo - João Paulo Prudêncio

01 de Junho de 2020 às 09:22

Atualizada em : 01 de Junho de 2020 às 09:22

A falta de médicos nas Unidades de Pronto Atendimento – UPA em Porto Velho (RO) não é um problema recente, há vários anos a comunidade sofre com a falta de profissionais de saúde nesses locais, onde a espera para uma consulta para pacientes de média complexidade chega há demorar cinco horas.

 

Na manhã desta segunda-feira (1) o repórter William Ferreira “Homem do Tempo” foi até a UPA da zona Leste e conversou com os cidadãos indignados, alguns deles afirmam estar com suspeita de COVID-19.

 

O único médico que presente na unidade estava ocupado na sala vermelha, local onde pacientes são entubados ou passam por procedimentos clínicos quer requerem atenção especial, não dando tempo para que as consultas ambulatoriais sejam realizadas.

 

A falta de servidores da Saúde na capital de Rondônia é uma questão de longa data, com o alastramento da pandemia de COVID-19 a situação se agravou, tornando uma consulta nas UPA’s algo praticamente impossível.


“Estou aqui desde ontem à noite, fui para casa de madrugada, retornei para a UPA e nada de ser atendida, estou com falta de ar e febre. Liguei na central de atendimento da prefeitura e nada foi resolvido”, disse uma cidadã que estava no local à reportagem.

 

Atualmente mais de 200 profissionais da Saúde estão afastados em decorrência da pandemia de COVID-19 em Porto Velho, situação semelhante aos profissionais da saúde que trabalham no Estado, onde o numero de afastados ultrapassa dos 800.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS