PRAZO: Inscrições para o concurso do IBGE podem ser feitas até o dia 14

Estão sendo ofererecidas mais de 48 mil vagas para recenseadores

PRAZO: Inscrições para o concurso do IBGE podem ser feitas até o dia 14

Foto: Divulgação

IBGE abriu as inscrições para o processo seletivo simplificado complementar (PSS) para contratação temporária de 48.535 recenseadores do Censo 2022. Os interessados podem realizar os cadastros até a próxima quarta-feira (15/6), no site do Instituto, por meio de formulário virtual. As vagas exigem formação em nível fundamental completo e estão distribuídas em todas as unidades da Federação. 
 
 
Os candidatos serão avaliados por por análise curricular. “Os candidatos devem preencher o formulário com os dados relativos à formação e essa análise de títulos será classificatória. Quando forem convocados, eles precisam comprovar a titulação”, explica o coordenador de Recursos Humanos, Bruno Malheiros.
 

Sobre a função

 

O recenseador tem como principal função entrevistar os moradores durante a coleta do Censo. Como a remuneração é por produção, ela pode variar de acordo com o tempo dedicado ao trabalho. Desse modo, de acordo com o edital, é recomendado que o profissional tenha uma jornada de trabalho mínima de 25 horas semanais. 
 

Para auxiliar no entendimento de quanto pode ser a remuneração, o IBGE preparou um simulador. A partir dele, é possível calcular uma estimativa do que será recebido por cada profissional. Confira aqui!


A previsão de duração de contrato do recenseador é de até três meses.


Seleções

 

Ao todo, o IBGE deve contratar 206.891 servidores temporários para trabalhar no Censo. Dessas vagas, 183.021 são para recenseadores, que passarão por treinamento entre os dias 18 e 22 de julho. Mais de 130 mil vagas para essa função foram preenchidas na seleção realizada em abril.
 
 
“O processo complementar tem o objetivo de contratar pessoal para as vagas que não foram preenchidas no processo seletivo simplificado. A diferença entre as duas seleções é que no PSS complementar há análise curricular em vez de prova e não é cobrada taxa de inscrição”, diz Bruno Malheiros.
Direito ao esquecimento

Você acredita que candidatos evangélicos são realmente ungidos de Deus ou são “ungidos” do pastor?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS