BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

COVID-19: Governo de Rondônia abre seleção para profissionais de várias áreas

As remunerações variam de R$ 1.314,21 a R$ 3.228,72

CORREIO WEB

30 de Julho de 2020 às 08:44

Atualizada em : 30 de Julho de 2020 às 10:21

Foto: Divulgação

 

CORREIO WEB - A Superintendência Estadual de Gestão de Pessoas de Rondônia (Segep/RO) abriu novo processo seletivo simplificado com 86 vagas, e cadastro reserva, para combate à pandemia do novo coronavírus (covid-19). As chances são para candidatois com níveis fundamental, técnico e superior. Os aprovados serão lotados na Secretaria de Estado de Saúde (Sesau/RO), nas cidades de Buritis, Cacoal e Porto Velho.  
 
O quantitativo de vagas, porém, não está limitado ao número inicialmente previsto neste edital, podendo ser redimensionado continuamente, considerando que o número de leitos geridos pode ser ampliado sistematicamente de acordo com a demanda de atendimento.  
 
Há chances para os cargo de fisioterapeuta (11), técnico em enfermagem (50), técnico em nutrição e dietética, auxiliar de serviços gerais e motorista (25) - os dois últimos postos só aceitam inscrições de candidatos homens. Alguns cargos ainda exigem registro no conselho profissional equivalente e experiência na área de atuação. 
 
As remunerações variam de R$ 1.314,21 a R$ 3.228,72, para jornadas de 40 horas semanais. 
 
A seleção será composta por informação curricular do candidato realizada em formulário específico de avaliação de títulos, no ato de inscrição via internet. 
 
Interessados devem se inscrever a partir de 31 de julho, pelo site emergencial.sesau.ro.gov.br. Já a documentação exigida no edital para avaliação curricular deverá ser enviada para o e-mail: processoseletivosesau@gmail.com. 
 
O presente processo seletivo simplificado terá validade de seis meses, ou pelo período que perdurar a pandemia de coronavírus, podendo o candidato ser dispensado ou ter seu contrato prorrogado por igual período, a depender do sucesso no combate a referida pandemia.
 
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS