BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Polícia apreende simulacro de fuzil na casa de Nego do Borel

Policiais da 42º DP (Recreio) estiveram na casa do cantor para fazer buscas e apreensões

O DIA

15 de Janeiro de 2021 às 14:15

Foto: Divulgação

Policiais da 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes) apreenderam, na manhã desta sexta-feira (15), um simulacro de fuzil, usado para a prática de paintball, na casa do cantor Nego do Borel. De acordo com o delegado Alan Luxardo, as buscas foram feitas na casa do artista para apurar uma denúncia da modelo Maria Eduarda Reis, ex-namorada do cantor.
 
Em depoimento, Duda Reis havia relatado que Nego do Borel teria um fuzil em casa, mas os agentes constataram que o objeto não era uma arma verdadeira. O simulacro foi apreendido e encaminhado para a perícia. O resultado ficará anexado com o caso. O DIA tenta contato com o cantor para comentar a ação da Polícia Civil.
 
Acusação de agressão e estupro 
 
Duda Reis esteve na 1ª DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), em São Paulo, para registrar um boletim de ocorrência contra Nego do Borel nesta quinta-feira (14). Em depoimento, a atriz revelou ter sido dopada com remédios e estuprada pelo ex-noivo durante uma viagem do então casal para Portugal, em 2018.
 
No depoimento, que vários veículos tiveram acesso e a coluna conseguiu alguns trechos, Duda diz que usava alprazolam, medicamento indicado para combater crises de ansiedade e transtorno do pânico. O remédio era usado com recomendação médica e ela tinha a indicação de ingerir 2 miligramas por dia. No entanto, durante a viagem, Nego do Borel teria a incentivado a aumentar as doses.
 
Ela chegou a ingerir 8 miligramas, o que a deixava dopada. Ainda de acordo com Duda Reis, o cantor teria mantido relações sexuais não consentidas e continuava com o ato mesmo enquanto a influenciadora pedia para ele parar.
 
Confira um trecho do depoimento:
 
"Durante a mesma viagem, o autor [Nego do Borel] forçou a vítima a acompanhá-lo em um show e que, perante a recusa da vítima, o autor a empurrou contra um cabideiro no local onde eles estavam. Ela caiu sobre o solo, resultando em lesão em suas costas e pernas. Mesmo machucada, a vítima ainda foi obrigada a acompanhá-lo ao show, ela estava dopada pelo medicamento alprazolam, mas durante o percurso pedia para sair do veículo e retornar ao hotel. Ao parar o veículo, o autor a forçou a sair, mas ela se recusou. A equipe que estava com o autor impediu que ele a abandonasse em um local deserto. O autor dizia que as crises psicológicas e emocionais eram bobagem".
 
Nego do Borel se pronuncia nas redes sociais
 
Dois dias após sua ex-noiva acusá-lo de ter agredio e ameaçado ela, Nego do Borel aparece em seu Instagram falando sobre a situação.
 
"Eu sumi daqui por conta de tudo que está acontecendo, mas nós estamos aqui dentro da nossa legalidade. Eu e toda a minha equipe, estamos correndo atrás do nosso direito para, de forma legal, provar para vocês a minha inocência", falou o cantor, em vídeo nos stories de seu perfil.
 
Nego do Borel também revelou que sua casa tinha acabado de receber uma perícia da polícia.
 
"A polícia acabou de sair da minha casa, eles vieram aqui e eu autorizei eles a entrarem na minha casa, porque não tem nada de errado, eles viram. Eles levaram uma arma de airsoft que eu tinha, que ela [Duda Reis] fala que eu tinha uma arma em casa... E é isso. Só para dar um parecer aqui para vocês", finalizou.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS