EM FAMÍLIA: Dois PM's são presos suspeitos da morte de empresário a mando da ex-mulher dele

Gilberto era empresário e dono da Beto Caça e Pesca. No dia 25 de maio, ele estava na porta de sua casa, no Jardim Vitória, quando foi morto

EM FAMÍLIA: Dois PM's são presos suspeitos da morte de empresário a mando da ex-mulher dele

Foto: Divulgação

Polícia Civil de Guarantã do Norte (715 km ao Norte de Cuiabá) prendeu nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (20), dois policiais militares que atuam em Sinop (500 km ao Norte de Cuiabá). Eles são suspeitos de serem autores do homicídio que vitimou o empresário Gilberto de Oliveira Couto, 46, em 25 de maio deste ano.
 
O primeiro preso com mandado de prisão temporária foi identificado como M.C.C., 30. Ele estava em uma casa no bairro Recanto dos Pássaros, por volta das 5h40, recebeu voz de prisão das forças policiais. Com ele, foi apreendido um celular que passará por perícia.
 
Já por volta das 7h, em um prédio no Jardim Maringá, polícia prendeu F.F.F., 31 anos. No local, os policiais encontraram uma pistola Taurus calibre .380 com numeração suprimida, além de 18 munições intactas do mesmo calibre. Além disso, encontraram mais munições de diversos calibres, que foram apreendidas.
 
O celular do investigado também foi apreendido pelos policiais e assim como o do outro suspeito, passará por perícia. Os dois foram encaminhados para a Central de Flagrantes e vão ficar sob custódia da corporação militar qual eles pertencem.
 
Morte de empresário
 
Gilberto era empresário e dono da Beto Caça e Pesca. No dia 25 de maio, ele estava na porta de sua casa, no Jardim Vitória, quando foi morto. Ele foi atingido por tiros de pistola 9mm nas costas e na cabeça.
 
Três dias após o crime, a Delegacia de Guarantã prendeu 3 pessoas com possível envolvimento na morte, sendo elas, a ex-mulher da vítima, o filho deles e o atual namorado da mulher. Investigação em andamento apura que o crime foi motivado por questões patrimoniais, tal como divisão de bens do ex-relacionamento que a vítima tinha com a mãe de seu filho.
 
Na época, a polícia divulgou que os 3 foram apontados como mandantes do homicídio. O caso segue em andamento.
Direito ao esquecimento

Você é a favor ou contra o garimpo no Rio Madeira?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública. Vote quantas vezes quiser!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS