MAUS-TRATOS: Casal acusado de congelar animais mortos poderá responder por seis crimes

Além disso, eles enganavam os donos de animais para aumentar os custos com tratamentos

MAUS-TRATOS: Casal acusado de congelar animais mortos poderá responder por seis crimes

Foto: Divulgação

Investigados por maus-tratos contra animais na clínica Animed, em Nova Lima, em Minas Gerais, um casal pode ter que responder, na Justiça, por seis crimes. A Polícia Civil concluiu a primeira fase das investigações e remeteu a apuração ao Ministério Público.
 
Em 2019, a polícia abriu um inquérito para investigar um suposto descarte irregular de lixo veterinário. Porém, ao decorrer das investigações, as autoridades descobriram que, além disso, Marcelo Dayrell e Franciele dos Santos e alguns funcionários da clínica enganavam os donos de animais para aumentar os custos com tratamentos.
 
Dayrell e Franciele realizavam diagnósticos errados, transfusões de sangue desnecessárias em animais que iam para tomar banho e tosar, além do uso de medicamentos vencidos. Eles também chegavam a congelar cachorros mortos para cobrar mais diárias dos donos.
 
Com o andamento das investigações, Marcelo e Franciele podem responder por estelionato, infração de medida sanitária preventiva, associação criminosa, maus-tratos a animais, poluição ambiental e crime contra as relações de consumo.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS