BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ESCAPOU: Suspendida 1a execução de uma mulher em décadas em nível federal nos EUA

Ela receberia uma injeção letal esta noite, 16 anos depois de matar uma mulher grávida para roubar seu feto

CORREIO BRAZILIENSE

12 de Janeiro de 2021 às 11:05

Foto: Divulgação

Um juiz americano suspendeu a execução de Lisa Montgomery, horas antes de se tornar, nesta terça-feira (12/1), a primeira mulher a ser condenada à morte pelas autoridades federais em quase 70 anos.

 

Lisa, de 52 anos, está detida em Indiana. Ela receberia uma injeção letal esta noite, 16 anos depois de matar uma mulher grávida para roubar seu feto.

 

O juiz James Hanlon, do distrito sul de Indiana, ordenou ontem a suspensão da execução, a pedido dos advogados de Lisa. Os advogados justificam seu pedido pela saúde mental de seu cliente.

 

"As informações apresentadas (...) contêm muitas provas de que o estado mental atual de Montgomery se afasta tanto da realidade que a impede de compreender racionalmente o motivo do governo para sua execução", justificou o juiz. O magistrado indicou que o tribunal vai marcar uma outra audiência para avaliar sua saúde mental.

 

Em 2004, impossibilitada de ter um novo filho, Lisa identificou sua vítima, uma criadora de cães, na Internet e foi até sua casa no Missouri com a desculpa de comprar um terrier. Em vez disso, ela a estrangulou, abriu seu útero, pegou o bebê - que sobreviveu - e abandonou a jovem de 23 anos em uma poça de sangue.

 

Sem negar a gravidade de seu crime, seus defensores pediram, na semana passada, clemência ao presidente dos Estados Unidos, o republicano Donald Trump. Lisa Montgomery sofre de transtornos mentais em consequência de estupros coletivos durante sua infância, segundo os advogados, que pediram ao presidente que comutasse a pena capital para prisão perpétua.

 

Trump, um defensor ferrenho da pena de morte, ainda não respondeu ao pedido da defesa. Lisa poderá ser a primeira mulher a ser executada pelas autoridades federais desde 1953. Desde a retomada das execuções federais nos Estados Unidos em julho, após um hiato de 17 anos, dez homens foram condenados à morte na prisão federal de Terre-Haute, onde Lisa Montgomery está cumprindo pena.

 

A chegada de Joe Biden, contrário à pena capital, à Casa Branca pode adiar em definitivo a execução da mulher. O democrata prometeu trabalhar com o Congresso para abolir a pena de morte.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS