BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

OFENSAS: Modelo é alvo de comentários racistas nas redes sociais e desabafa

'Tentei me esconder dentro de casa ao ver a repercussão'

EM.COM.BR

06 de Novembro de 2020 às 15:59

Atualizada em : 06 de Novembro de 2020 às 16:01

Foto: Divulgação

 

EM.COM.BR - A modelo Érica Lana Vitório, de São José da Barra, no Sul de Minas, foi vítima de cyberbullying nas redes sociais após ter uma foto sua postada com comentários ofensivos. “Se você acha que 2020 está ruim, imagina para Adriana Modas achar modelo”, postou um internauta em uma foto que Érica fez para o book de uma loja de roupas. A imagem viralizou na internet. A modelo registrou boletim de ocorrência e busca o responsável pela postagem. 

 

De acordo com a jovem, o sonho de ser modelo começou a se tornar realidade no ano passado, quando foi descoberta por um olheiro na cidade. Desde então, a carreira ia tomando forma e ela se sentia feliz com os trabalhos que vinham aparecendo. Até que se viu vítima de uma postagem de mau gosto após ter feito um book para uma loja de roupas.
 
 
“Descobri através de uma amiga, que viu a foto e me mandou. Alguém desconhecido fez essa brincadeira de mau gosto que mexeu com meu psicológico. Me senti humilhada, detonada. Foi um choque, porque isso nunca aconteceu. Tentei me esconder dentro de casa ao ver a repercussão”, diz a jovem.
 
 
 
Apesar do ataque, Érica encontrou pessoas que foram contra a brincadeira e deram apoio à jovem. “Esse apoio me ajudou muito. É bom ver que tem gente do meu lado”, ressalta Érica.
 
 
 
A rede de apoio começou com a fotógrafa Lívia Dias, que fez o último ensaio da modelo. A profissional gravou um vídeo pedindo ajuda para encontrar o dono da postagem.
 
 
 
“Em pleno século 21, a pessoa teve coragem de fazer um ato de racismo contra ela. Foi uma brincadeira de muito mau gosto, que foi compartilhada por outras pessoas da cidade. Estou fazendo esse vídeo para a gente conseguir chegar a quem começou isso. Acho horrível ter que machucar e ferir o ego por brincadeira na internet”, disse Lívia Dias no vídeo.
 
 
 
De acordo com a polícia, o caso pode ser enquadrado como cyberbullying, que envolve crimes contra a honra, injúria racial e dependendo do caso, o crime de falsidade ideológica. O suspeito pode ser penalizado com multa e até detenção de um mês até quatro anos.
 
 
 
Érica registrou  boletim de ocorrência e Polícia Civil investiga o caso. “Muitas pessoas já desistiram de seu sonho por causa disso. Quero achar essa pessoa para que seja punida”, afirma a modelo.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS