BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

R$ 550 MIL: Acusado de roubar bancos e empresas ao longo de 12 anos é preso

A corporação o considera como um dos maiores ladrões de cofres do DF

JORNAL DE BRASÍLIA

06 de Outubro de 2020 às 14:06

Atualizada em : 06 de Outubro de 2020 às 14:08

Foto: Divulgação

 

JORNAL DE BRASÍLIA - Na manhã desta terça-feira (6) a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), por meio da Divisão de Repressão a Roubos e Furtos (DRF) da Coordenação de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Corpatri), prendeu novamente um homem suspeito de roubar ao menos R$ 550 mil de bancos e empresas do Distrito Federal nos últimos 12 anos.

 
A corporação o considera como um dos maiores ladrões de cofres do Distrito Federal. As investigações indicam que ele foi um dos autores do assaltou que vitimou uma fábrica de cervejas em Brasília. O crime aconteceu em outubro de 2018 e, à época, cinco homens, armados, fingindo serem policiais civis, renderam um vigilante da empresa, arrombaram um cofre e fugiram levando R$ 149,8 mil, uma arma de fogo e um colete à prova de balas.
 
O investigado foi preso por força de mandado de prisão preventiva e denunciado pelo crime de lavagem de dinheiro, proveniente da prática de crimes de roubos a cofres, praticados por ele, contra estabelecimentos comerciais desde o ano de 2007.
 
As investigações apontaram que o investigado ostenta patrimônio incompatível com seus rendimentos declarados, já que não exerce qualquer tipo de trabalho ou ocupação lícita. Ademais, o investigado teria recebido valores de uma pessoa jurídica de fachada, vinculada a sua esposa, e seria proprietário de veículos automotores adquiridos com recursos provenientes de crimes.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS