BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

APÓS OFENSA: Justiça condena dono da Havan a indenizar reitor da Unicamp

No post em que ofendeu o reitor da Unicamp, Hang escreveu que Knobel havia gritado "viva la revolução" durante uma formatura

ISTOÉ

29 de Setembro de 2020 às 14:19

Foto: Divulgação

O empresário Luciano Hang, dono das lojas Havan, foi condenado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo a indenizar o reitor da Unicamp, Marcelo Knobel. No dia 24 de julho de 2019, Hang escreveu em seu perfil no Twitter que o reitor da universidade havia gritado “Viva la Revolução” durante uma formatura e o chamou de “FDP”. As informações são do Uol.
 
“Chamar qualquer pessoa de FDP é uma conduta reprovável, que ninguém aceita com tranquilidade”, afirmou o desembargador Moreira de Carvalho. “Ninguém se sente bem em ser chamado de filho da puta. Chateia, aborrece, ofende, pode virar motivo de chacota.”
 
Hang já havia sido condenado em primeira instância, no entanto, a multa foi reduzida de R$ 20,9 mil para R$ 5 mil. O dono das lojas Havan também não vai precisar fazer uma retratação em suas redes sociais. Marcelo Knobel ainda pode recorrer da decisão.
 
Durante o processo, o reitor que é professor de física comprovou que não participou do evento citado por Hang e muito menos foi o autor da frase “Viva la Revolução”.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS