BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

NUDES - Facebook censura obra de arte de 1602

De acordo com o promotor, o Facebook considerou a imagem uma violação de sua política de controle de nudez. “A cultura não pode ser bloqueada, censurada nos meios de comunição. Isso é um retrocesso. Estamos no século 21″, afirmou o promotor, que é b

Da Redação

04 de Novembro de 2016 às 20:09

Foto: Divulgação

O Facebook foi acusado novamente de censura por nudez após ter bloqueado por algumas horas a página do promotor de arte Hamilton Moura Filho Desivel, que havia publicado a imagem da tela Amor Vincit Omnia, obra de Caravaggio datada de 1602.

“Eu fiquei chocado! Como é que eles podem bloquear uma página acusando de nudez uma obra de Caravaggio? Eu fiquei indignado. É um dos casos mais impactantes de censura do Facebook”, disse Desivel à agência de notícias Ansa.

De acordo com o promotor, o Facebook considerou a imagem uma violação de sua política de controle de nudez. “A cultura não pode ser bloqueada, censurada nos meios de comunição. Isso é um retrocesso. Estamos no século 21″, afirmou o promotor, que é brasileiro e dono da galeria M Hamilton Arts, em Milão, na Itália.

Amor Vincit Omnia ("O amor conquista tudo", em tradução livre) retrata um cupido nu e cercado por instrumentos musicais, como um violino e um alaúde, além de armaduras, bússolas e um manuscrito.

“Vivemos em um mundo onde a cultura fica em segundo plano. O que me deixa triste é que a única coisa que pode mudar a direção que esse mundo está tomando é a cultura”, lamentou Desivel.

"Exército de idiotas"

O caso, que aconteceu na segunda-feira, ganhou repercussão internacional e causou uma grande revolta no promotor de arte. “O sistema quer manter esse exército de idiotas que vemos por aí porque a cultura dá a possibilidade de pensar. E quando você pensa, tem a possibilidade de mudar o seu destino”, ressaltou, indignado.

Horas após o bloqueio da conta, o Facebook encaminhou um pedido de desculpas ao perfil do usuário. “Erroneamente removemos algo que você publicou. Nós pedimos desculpas e publicamos novamente o seu post”, diz o texto.

Essa não é a primeira vez que a rede de Mark Zuckerberg censura uma publicação de Desivel. “Retiraram uma foto do artista Man Ray, que é um dos maiores artistas modernos da história. Eu publiquei uma foto dele com uma modelo que estava com os seios à mostra. Uma foto dos anos 1930. Neste caso, eles só tiraram a foto e me deram uma punição de uma semana”, explicou ele.

Segundo sua política de nudez, o Facebook bloqueia “fotografias de pessoas que mostrem os genitais ou que foquem em nádegas completamente expostas”.

Recentemente, a rede apagou uma publicação do escritor norueguês Tom Egeland que continha a fotografia mais icônica da guerra Guerra do Vietnã, que mostra uma menina correndo nua depois de um ataque de bomba de napalm. Depois, voltou atrás e liberou a imagem.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS