MERCADO: Exportações de óleo de soja crescem 35%

No complexo soja, os embarques de farelo ficaram estáveis, enquanto os de grão recuaram

MERCADO: Exportações de óleo de soja crescem 35%

Foto: Divulgação

No comparativo de janeiro de 2023 com o mesmo período do ano anterior, o mercado do óleo de soja teve crescimento de 35% no quesito exportações. Em volume, saiu das 161 mil toneladas embarcadas e foi para 218 mil toneladas.

 

O aumento do mercado internacional para o óleo de soja brasileiro foi destaque da edição desta semana do boletim ‘AgroExport’. Apresentador do quadro, o diretor de conteúdo do Canal Rural, Giovani Ferreira, enfatizou o fato de o segmento já ter sido destaque no ano passado e que, com o resultado do primeiro mês de 2023, mostra ter potencial para seguir avançando. Ele ainda observou a relação do conflito do leste europeu, que completa um ano neste mês, com o crescimento das exportações do produto.
 
 
“Esse embarque de óleo reflete, ainda, um efeito colateral no leste europeu, entre Rússia e Ucrânia”, disse Ferreira. “A Europa precisa diminuir a dependência do gás russo. E o que é o óleo de soja? É combustível. É energia. Transforma-se em biodiesel”, prosseguiu o executivo ao conversar com a jornalista e apresentadora Flávia Macedo durante a edição desta terça-feira (7) do ‘Mercado & Companhia’.
 
 
“Grande possibilidade de a gente superar as 3 milhões de toneladas de óleo de soja embarcadas” — Giovani Ferreira
 
 
“Lembrando que, no ano passado, o óleo de soja bateu recorde absoluto de exportação. Fechamos 2022 com 2,6 milhões de toneladas contra 1,7 milhão de tonelada”, lembrou o diretor do Canal Rural, com base em dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC). “Grande possibilidade de a gente superar as 3 milhões de toneladas de óleo de soja embarcadas pelo Brasil em 2023.”
 
 
Foto: Canal Rural/reprodução
 

Exportações do complexo soja: farelo mantém patamar, grão despenca
 
Enquanto os envios para o exterior do óleo de soja aumentaram no comparativo de janeiro de 2023 com janeiro de 2022, o patamar do farelo de soja ficou estabilizado. Isso porque, nos dois meses analisados, o volume exportado ficou na casa da 1,5 milhão de toneladas.
 
 
No recorte em questão, a exportação da soja em grão despencou cerca de dois terços. Dessa forma, foi das 2,45 milhões de toneladas enviadas para fora do Brasil em janeiro do ano passado para 850 mil toneladas embarcadas do decorrer de janeiro de 2023.
Direito ao esquecimento

Na sua opinião, qual obra em Rondônia deveria ser prioridade para os Governos Estadual e Federal?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS