CACAU: Edital seleciona empresas para produzir bioinsumo

O Tricovab®, desenvolvido pela Ceplac, inibe o crescimento do fungo em 99% no solo e em 57% na copa das árvores

CACAU:  Edital seleciona empresas para produzir bioinsumo

Foto: Divulgação

 

Com objetivo de facilitar o acesso e a utilização do Bioinsumo Tricovab® pelos produtores de cacau das regiões brasileiras, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), por meio da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), publicou o Edital de Oferta Tecnológica n° 01/2022.
 
O Edital é uma forma de selecionar empresas para produzir e comercializar, com exclusividade, o produto Tricovab®, recomendado para o controle do fungo causador da vassoura-de-bruxa do cacaueiro, praga que mais prejudica as lavouras de cacau no Brasil. Além disso, o edital busca promover ações visando o co-desenvolvimento do produto em parceria com a Ceplac, conforme condições estabelecidas no documento.
 
O estudo para desenvolver o Tricovab® foi iniciado em meados de 1990 por pesquisadores da Ceplac, em um grande esforço para aprimorar o controle do fungo da vassoura-de-bruxa sem resíduos químicos, possibilitando seu uso na cacauicultura orgânica. O Tricovab® é comprovadamente eficaz, inibe o crescimento do fungo da vassoura-de-bruxa em 99% no solo e em 57% na copa das árvores.
 
O diretor da Ceplac, Waldeck Araújo, afirma que o uso de bioinsumos para controle biológico está em franco crescimento no agro. “Além dos excelentes resultados obtidos com o uso do Tricovab para o controle da vassoura-de-bruxa do cacaueiro, o produto contribui para a ampliação do mercado de bioinsumos na agricultura brasileira. A oferta do Tricovab®, para a produção em larga escala, é um importante passo para melhorar a produtividade e aumentar a remuneração dos  produtores”, declara o diretor.
 
As empresas interessadas em participar deverão encaminhar à Ceplac a documentação comprobatória prevista no Edital, via e-mail, no endereço eletrônico: ceplac.diretoria@agro.gov.br, até o dia nove de dezembro.
 
Cacau brasileiro
 
Voltar a figurar entre os três maiores no ranking mundial de produção de cacau é um dos objetivos mais importantes para o Brasil. Por isso, ampliar o uso do bioinsumo é fundamental, não só para combater o fungo, como também para evitar que os cacauais sejam novamente perdidos como aconteceu no passado.
 
Em meados da década de 1980, o Brasil era o segundo maior produtor de cacau do mundo, mas foi rebaixado à condição de importador, após os cacauais (predominantemente do sul da Bahia) serem afetados pelo fungo causador da vassoura-de-bruxa no auge de sua produção.
 
Por apresentar condições climáticas favoráveis para a disseminação da doença, a Bahia é o estado que mais sofre com a praga. Os efeitos da praga na região foram devastadores, provocando queda de 75% da produção, gerando desemprego e êxodo rural.
 
Hoje, o Brasil é o sexto produtor mundial de cacau, com produção de cerca de 220 mil toneladas por ano. Pará e Bahia respondem por 95% da produção nacional.
Direito ao esquecimento

Qual você acha que será o resultado do jogo entre Brasil e Suíça nesta segunda-feira (28)?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

MS Teixeira Comercial

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS