ESTUDO: Desaceleração da China pode afetar produtores de soja no Brasil

Apesar de exportações atingirem valor recorde no primeiro semestre, Thomas Rocco afirmou que o desempenho para o resto do ano é desafiador em meio à diminuição da atividade econômica chinesa

ESTUDO: Desaceleração da China pode afetar produtores de soja no Brasil

Foto: Divulgação

As exportações do agronegócio brasileiro atingiram o valor recorde de 15 bilhões de dólares em junho. Os produtos mais vendidos foram soja, carnes de frango e bovina, e o café. Apesar do resultado positivo no primeiro semestre, o setor está preocupado com o desempenho das exportações na segunda metade do ano, em meio à desaceleração econômica da China.
 
Em entrevista à CNN Brasil neste sábado (16), o presidente do Sindicato Rural da Alta Noroeste (Siran), Thomas Rocco, afirmou que os produtores estão se preparando para enfrentar “grandes volatilidades” na próxima safra.
 
Quando falamos de China, nosso principal cliente global de soja, ficamos preocupados. Mas quando olhamos para dentro do país, temos uma questão dos insumos, da alta dos preços e da disponibilidade que o produtor rural tem que ter para que a gente possa semear a safra de soja”, declarou.
 
“Nós tivemos um bom primeiro semestre mas estamos preocupados de como vai ser esse segundo semestre”, acrescentou.
 
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Mateus Coelho Alves

Fortbras Autopeças

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS