CONECTA SEBRAE: Agrolab Amazônia se consolida como grande geradora de negócios

Evento virtual realizado pelo Sebrae aproxima novos mercados dos produtos amazônicos

CONECTA SEBRAE: Agrolab Amazônia se consolida como grande geradora de negócios

Foto: Divulgação

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Rondônia (Sebrae), acaba de realizar a segunda edição de seu Conecta Sebrae – Agrolab Amazônia, o maior evento agro virtual da Amazônia Legal, que aconteceu de maneira totalmente on line nos dias 14 a 16 de setembro.
 
Acessado por uma plataforma on line, a Agrolab Amazônia se consolida como uma grande iniciativa para fomentar a geração de negócios do setor produtivo da Amazônia com potenciais novos mercados. Além de ser a conexão dos empreendedores rurais neste novo modelo de relacionamento, o evento já é considerado a maior vitrine virtual de produtos amazônicos.
 
Foram realizadas 134 reuniões comerciais durante os três dias de evento, entre Rodadas de Negócios Internacionais (foram 80) e Rodadas de Negócios Nacionais (outras 54). Tínhamos 28 empresas cadastradas como compradoras (sendo 18 internacionais e 10 nacionais) e 62 empresas fornecedoras. Os negócios ou as expectativas de negócios ainda estão sendo contabilizadas, mas certamente as empresas participantes já iniciaram uma conexão que poderá gerar grandes negócios num futuro bem próximo.
 
Para Samuel Almeida, diretor técnico do Sebrae em Rondônia e idealizador do Conecta Sebrae – Agrolab Amazônia, foi mais uma grande oportunidade para o setor produtivo continuar gerando riquezas e oportunidades: “A Agrolab Amazônia consegue ser a interface do empreendedor rural com a Transformação Digital. Além disso, promove a cultura da internacionalização promovendo tantas conexões, até as internacionais. Além disso, é uma iniciativa abraçada pelas unidades do Sebrae que atuam na Amazônia Legal, evidenciando a capilaridade e relevância da atuação do Sebrae junto ao Setor produtivo”, comemora Samuel.
 
A realização da segunda edição da Agrolab Amazônia é uma evidência que a digitalização, cada vez mais, tem se transformado em uma aliada dos produtores rurais no seu esforço de produção ou comercialização dos seus produtos. Pesquisa feita em 2020, pelo Sebrae em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), revelou que pelo menos 84% dos produtores rurais utilizam ao menos uma tecnologia digital nos seus negócios. Na pesquisa foram consideradas como tecnologia o acesso à internet ligado a produção, o uso de app como Whatsapp e Facebook, ferramentas digitais de dados ou imagens, entre outras que fazem parte do dia a dia do negócio rural.
 
Para Marcos Torres, que trabalha com gastronomia, no Acre, a Marcos gastronomia Brasileira, a experiência foi incrível: ”Trabalho na área de alimentação fora do lar e sempre tive o Sebrae como grande apoiador, participando de eventos presenciais, além de contratar consultorias para o meu negócio. Fiquei maravilhado com a iniciativa. Sou uma pessoa bem pragmática e acho que estamos num novo mundo. Os pavilhões, conhecer outros empreendimentos, me deixou fascinado. É fundamental que aconteça nos próximos para gente que não tem tanta facilidade com esse meio digital, nos acostumarmos. Estrei com minha empresa na próxima pois dá um retorno muito bom”, disse Marcos.
 
A terceira edição da Agrolab Amazônia já começou e está em planejamento, prometendo ainda mais inovação, tecnologia e bons negócios para os produtos da Amazônia legal. Até 2022!
 
Saiba mais sobre as ações do Sebrae, acesse o site www.sebrae.ro ou ligue gratuitamente para 0800 570 0800. Você também pode acessar o Sebrae pelo WhatsApp, pelo mesmo número. Siga o Sebrae em Rondônia nas redes sociais: Instagram, Facebook, Twitter, LinkedIn e YouTube (@sebraero).
Direito ao esquecimento

Qual dos deputados federais de Rondônia, você considera mais atuante no Congresso Nacional?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública.

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS