EXPECTATIVA : Risco de geadas em São Paulo e Minas Gerais faz preço do café subir

Mercado atento à entrada de uma nova massa de ar frio em SP e MG nos próximos dias

EXPECTATIVA : Risco de geadas em São Paulo e Minas Gerais faz preço do café subir

Foto: Divulgação

O mercado futuro do café arábica segue operando com valorização acima dos 1000pontos no pregão desta segunda-feira (26) na Bolsa de Nova York (ICE Future US). A previsão de uma nova massa de ar frio nesta semana segue dando suporte aos preços. 
 
Por volta das 11h34 (horário de Brasília), as cotações subiam 8,33%. Setembro/21 tinha alta de 1590 pontos, negociado por 204,90 cents/lbp, dezembro/21 tinha alta de 1585 pontos, cotado a 207,80 cents/lbp, março/22 tinha valorização de 1555 pontos, valendo 209,75 cents/lbp e maio/22 tinha alta de 1530 pontos, cotado a 209,80 cents/lbp. 
 
Em Londres, o café tipo conilon também segue operando com valorização. Setembro/21 ganha US$ 33 por tonelada, valendo US$ 1932, novembro/21 tinha alta de US$ 36 por tonelada, cotado a US$ 1943, janeiro/22 tinha valorização de US$ 36 por tonelada, valendo US$ 1925 e março/22 tinha alta de US$ 43 por tonelada, valendo US$ 1916.
 
Desde a semana passada, as cotações de café sobem nas Bolsas. Após a geada do dia 20 de julho, que atingiu boa parte do parque cafeeiro no Brasil, as incertezas com a produção do maior produtor e exportador de café do mundo, só aumentam.
 
As previsões mais recentes do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) mantêm o risco de geada em áreas do parque cafeeiro nos próximos dias. "No dia 30 (sexta-feira), as previsões continuam indicando frio intenso e condição para geadas em todo estado de São Paulo e sul de Minas Gerais, com intensidade moderada", afirma a previsão. 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS