DESENVOLVIMENTO: Aprosoja reafirma importância da duplicação da BR 364 de MT a RO

O grupo que participa do Estradeiro BRs 364 e 174 já percorreu em cinco dias mais de 1509 km, desde o município de Cuiabá até Porto Velho (RO)

DESENVOLVIMENTO: Aprosoja reafirma importância da duplicação da BR 364 de MT a RO

Foto: Divulgação

Durante o Estradeiro BRs 364/174, realizado nesta semana, pela Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja MT) em parceria com o Movimento Pró-Logística, o presidente da entidade, Fernando Cadore reforçou a importância da duplicação da BR 364, no trecho que liga os mato-grossenses ao estado de Rondônia.
 
O grupo já percorreu e inspecionou mais de 2 mil quilômetros de estradas desde o município de Cuiabá até Porto Velho, onde visitou três Estações de Transbordo de Cargas (ETCs). 
 
“Fomos muito bem recebidos pelo secretário de Agricultura do estado, Evandro Padovani e é muito importante essa interação, uma vez que os dois estados utilizam em conjunto essa infraestrutura na agricultura e queremos mostrar ao Governo Federal as necessidades conjuntas, em especial a duplicação da BR 364. Verificamos o grande fluxo de caminhões e só deve aumentar nas próximas safras, por isso essa melhoria é mais que viável e se faz necessária para a continuidade do desenvolvimento de ambos estados”, enfatizou Cadore.
 
Durante as visitas aos portos Hermasa, Chuelo e Bertolini, o grupo conheceu as instalações a as operações, como capacidade e fluxo operacional. “Essas visitas aos portos são para conhecimento técnico e para verificarmos a situação em termos de funcionamento e para ver os possíveis impactos que terão no escoamento da safra. Nós podemos ver que estão funcionando plenamente”, avaliou o diretor executivo do Movimento Pró-Logísitica, Edeon Vaz
 
Além do presidente Cadore, que é produtor de Primavera do Leste, região Sul de Mato Grosso, participam do estradeiro outros membros da diretoria plena da Aprosoja.
 
Também estão no grupo o segundo diretor administrativo, Zilto Donadello, produtor rural em Cláudia, o vice-presidente Oeste, Lucas Konageski, de Diamantino, o vice-presidente Leste, Diego DallAsta, de Canarana, e o vice-presidente Norte, Ilson Redivo, de Sorriso. Compõe o grupo ainda, delegados, presidentes de sindicatos, associados, representante do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), empresas privadas ligadas ao setor e colaboradores da Aprosoja MT. No total são 28 participantes.
 
Pela segunda vez, o produtor rural Murilo Ramos, delegado do núcleo de Canarana, participa do estradeiro. Ele avalia positivamente o evento e enfatiza o suporte oferecido pela Aprosoja MT.  “É um turismo rural muito importante onde a gente faz interlocução com outros colegas de profissão, se instrui, troca experiências e é diferente de vir sozinho, porque tem todo suporte técnico oferecido pela Aprosoja e Movimento Pró-Logística”, pontuou.
 
Zilto Donadello explica que um dos objetivos do Estradeiro é pautar o produtor rural de conhecimento técnico da porteira para fora. “Ele precisa entender como funcionam os modais rodoviários, hidroviários, ferroviários. Serve para que o produtor entenda como funciona esse fluxo fora da porteira e para que ele tenha conhecimento das capacidades, das condições das vias e visa também cobrança na maior eficiência desses modais”, pontuou.
 
O primeiro Estradeiro de 2021 saiu de Cuiabá no sábado (29.05) e já passou por Campo Novo do Parecis (MT), Ji Paraná, Porto Velho e Vilhena (RO), até terça-feira (01.06). A partir de quarta-feira (02.06), ainda deve percorrer os municípios mato-grossenses de Aripuanã, Colniza, Juína e retornam à Capital na sexta-feira (04.06).
 
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS