INVASÃO DE TERRAS: Governo de RO recebe apoio do Ministério da Justiça no combate a crimes

Na reunião foram apresentadas as ações de grupos invasores em Rondônia

INVASÃO DE TERRAS: Governo de RO recebe apoio do Ministério da Justiça no combate a crimes

Foto: Divulgação

 

O Governo de Rondônia manteve reunião com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, nesta quarta-feira (28), em Brasília para discutir a redução de crimes de invasão de terras nas áreas rurais do Estado. Na ocasião, o governador, coronel Marcos Rocha detalhou ao ministro Anderson Torres as ações de grupos invasores no Estado.
 
 
Dentre as tratativas junto à pasta da Justiça, Marcos Rocha explicou que os criminosos têm utilizado táticas de terrorismo para intimidar a população. “Queremos desmistificar o crime organizado que tem se apoiado em movimentos sociais em busca de terras. Temos assentamentos para cidadãos de bem, que querem trabalhar e prover sustento”, disse.
 
 
O titular da Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), coronel Hélio Pachá, discorreu sobre o modo com que o crime organizado atua nas principais áreas de conflito.
 
 
“Estes grupos se acobertam pelo manto do movimento social, porém cometem crimes de narcotráfico, desmatamento, roubo e destruição de propriedades”, expôs.
 
Em reunião com o Ministério da Justiça Governo de Rondônia fala sobre os crimes em invasões de terras em Rondônia
 
 
O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Alexandre Luís de Freitas Almeida, fez uma apresentação com fotografias e vídeos da destruição proporcionada no Estado. “Aqui pode-se ter a dimensão do treinamento e conhecimento tático destes grupos”, pontuou.
 
 
Durante o encontro, o secretário especial de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura, Luiz Antônio Nabhan Garcia, afirmou que a situação é preocupante. “Ao nosso ver é uma organização que desrespeita totalmente a lei, e vai além, pois há modus operandi de guerrilheiro”, definiu.
 
 
Nabhan relatou que é importante que o cidadão rondoniense saiba que o Governo Federal está atento ao que está ocorrendo e sua pasta vai apoiar as ações em Rondônia.
 
 
O ministro Anderson, se colocou à disposição para que haja uma interlocução entre os órgãos que possam apoiar no combate a estes fatos que foram apresentados. Segundo ele, a população poderá esperar do Governo Federal dias melhores para o Estado.
 
 
Também participaram da reunião, o secretário-chefe da Casa Militar, coronel PM Valdemir Carlos de Góes, o superintendente de Integração do Estado de Rondônia em Brasília (Sibra), Augusto Leonel, o assessor parlamentar Lucas Góes, o chefe de gabinete do ministro Antonio Ramirez de Lorenzo, e o delegado da Polícia Federal, Alfredo Carrijo.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS