MILHO: Março é marcado por preços recordes mesmo sem colheita

Acumulando forte aumento de 9,72% no mês

MILHO: Março é marcado por preços recordes mesmo sem colheita

Foto: Divulgação

 

Apesar do bom andamento da colheita da safra de verão, o mês de março foi marcado por seguidas renovações dos preços recordes do milho em muitas regiões acompanhadas pelo Cepea.
 
 
O impulso veio da disponibilidade restrita do cereal no spot e de incertezas quanto à produtividade das lavouras de segunda safra.
 
 
No final do mês, as altas nos preços internacionais mantiveram elevada a paridade de exportação, o que também sustentou os valores no Brasil.
 
 
No dia 31 de março, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa (Campinas – SP) fechou a R$ 93,71/sc de 60 kg, acumulando forte aumento de 9,72% no mês. 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS