BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ABSURDO: Sem as mãos, mulher perde benefício do INSS por não assinar documentos

"Uma servidora puxou os papéis e perguntou: 'quem vai assinar? Você assina?...", disse Cleomar

DA REDAÇÃO - João Paulo Prudêncio

22 de Janeiro de 2020 às 16:33

Foto: Divulgação

A questão dos cadastros na Previdência Social, que passa por uma grande revisão em busca de fraudes ou situações incomuns, vem gerando alguns problemas que afligem a comunidade e acabam ganhando repercussão negativa ao INSS.

 

Em Porto Velho, um fato semelhante chamou atenção nas redes sociais, uma reportagem divulgada pela filial da Rede Globo no estado de Rondônia, mostrou o drama da ex-sinaleira Cleomar Marques, que teve três pedidos negados na Previdência Social por não poder assinar os papéis.

 

A questão nesse caso é que Cleomar não possui as duas mãos e nem as duas pernas, ela ainda alegou que chegou a ir ao INSS em Porto Velho, mas no momento em que a servidora trouxe os papéis para a sua assinatura ela informou que não podia por sua condição física e mesmo assim não conseguiu dar andamento à solicitação.

 

"Uma servidora puxou os papéis e perguntou: 'quem vai assinar? Você assina?'. Eu disse que não podia assinar, mas sim a minha filha ou minha mãe. A mulher então olhou e disse: 'ah, então não vale'. Daí ela pegou, rasurou o papel e jogou fora", disse Cleomar em entrevista à TV local.

 

Em outras duas oportunidades Cleomar teve o pedido negado, uma por não se enquadrar na renda per capita mínima, e na outra por não atender ao pedido de carência.

 

Representantes do INSS no Estado se manifestaram afirmando que Cleomar poderia procurar novamente o órgão para resolver a sua situação perante a Previdência Social.

 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS