BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

TRANSPORTE ESCOLAR: “Ele é o dono da casa e tem que responder”, diz pai de aluno sobre Hildon

Os moradores exigiram uma reunião com o prefeito Hildon Chaves (PSDB) e de acordo com Carlos Sampaio, pai de aluno, são mais de 500 crianças fora da sala de aula na área rural

Rondoniaovivo

18 de Setembro de 2019 às 10:24

Foto: Divulgação

Um grupo de pais de alunos(fotos), moradores da área rural de Porto Velho, realizaram uma manifestação na manhã desta quarta-feira (18), dentro da sede da prefeitura, para cobrar o efetivo retorno do transporte escolar terrestre que vem deixando os estudantes da região fora da sala de aula desde o ano passado. 

 

Os moradores exigiram uma reunião com o prefeito Hildon Chaves (PSDB) e de acordo com Carlos Sampaio, pai de aluno, são mais de 500 crianças fora da sala de aula na área rural. “O prefeito que contratou essa empresa e por incompetência jogou para o Estado, porém ele tem que responder por isso, se não resolver a gente vai atrás do Estado”, afirmou. 

 

Em seu gabinete, Hildon Chaves solicitou que a comunidade se reunisse em uma pequena comissão para conversar sobre o problema. 

 

Interventor

 

Atualmente sob intervenção judicial, o serviço de transporte escolar rural em Porto Velho está sob competência da secretaria estadual de educação – Seduc e tem o secretário Suamy Vivecanda como interventor. 

 

Porém, o que vem sendo encontrado pelo secretário após a intervenção não é nada animador, ônibus velhos e sem nenhuma espécie de licença  para realizar esse serviço, trechos de linhas abandonados e intransitáveis, salários atrasados, entre uma série de fatores que levaram a situação ao ponto que chegou. 
 


Os moradores alegam que mesmo a responsabilidade sendo transferida por declarada incapacidade da Prefeitura de Porto Velho, cabe ao prefeito Hildon Chaves responder as indagações da comunidade, que votou nele para prestar esse serviço.

 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS