BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

SEM TRANSPORTE: Atraso do ano letivo cria atrito institucional entre a Prefeitura e Governo

Pais de alunos do Baixo Madeira estão se mobilizando exigindo barcas para transportes dos alunos

rondoniaovivo - João Paulo Prudêncio

15 de Abril de 2019 às 10:26

Foto: Divulgação

A morosidade na solução do problema que aflige os estudantes que vivem nos distritos do Baixo Madeira, onde atualmente o serviço no transporte escolar fluvial não está sendo disponibilizado vem criando um problema institucional entre os poderes executivos municipal e estadual.

 

O fato, é que nessa região as escolas são pertencentes à rede pública de ensino estadual e o serviço de transporte pelo rio Madeira é realizado em convênio com a Prefeitura de Porto Velho. Por esse motivo, mesmo com as aulas em todas as unidades do Estado terem iniciado no dia 11 de fevereiro de 2019, as escolas do Baixo Madeira permanecem esperando a chegada das lanchas escolares para darem início às atividades escolares.

 

Essa situação está fazendo com que o Estado acabe sendo prejudicado pela incapacidade de gestão municipal. Nesse último final de semana, pais de alunos do Baixo Madeira se mobilizaram para seguirem até Porto Velho onde realizariam uma manifestação, porém, cancelaram a mobilização após a promessa de que as aulas iniciariam nesta semana.

 

Na manhã desta segunda-feira (15) a situação permanece a mesma, sem previsão de início das aulas.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS