BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

OPINIÃO DE PRIMEIRA – Líder de ONG internacional é pedófilo e atacava crianças índias – Por Sergio Pires

COLUNA

17 de Setembro de 2013 às 09:19

Foto: Divulgação

As dezenas de milhares de ONGs que atuam na Amazônia, o que trazem como benefícios ao país? Elas são inúmeras, com recursos de fontes tão complexas, muitas apoiadas pelo governo brasileiro, inclusive com muito dinheiro (mas continuam sendo chamadas de "não governamentais"), mas não se sabe na verdade o que fazem ou para que servem. A maioria defende interesses internacionais e visam apenas nossas riquezas. Mas há outras, piores. Como a ONG religiosa Novas Tribos do Brasil, que teve um dos seus líderes e pelo menos outros dez envolvidos presos, em grande operação da Polícia Federal. Foi descoberto que o líder da missão era um pedófilo, que molestava crianças indígenas, escondendo-se sob sua missão religiosa. Fotos pornográficas de crianças e de Warren Scott Kennell (a foto é da polícia dos Estados Unidos), um americano que vivia há anos no meio dos indígenas amazonenses, atacando sexualmente indiazinhas, foram apreendidas pela polícia americana, que agiu em parceria com a PF.
Há, claro, ONGs que prestam serviços relevantes ao Brasil, principalmente nas regiões mais pobres, onde há sérios conflitos sociais ou onde sofrem nossas crianças e jovens em situação de risco. Mas essa dezenas de milhares de instituições internacionais que agem na Amazônia, cujos líderes em sua grande maioria não falam o português, mas mandam mais do que qualquer brasileiro, nas áreas em que atuam, se transformaram num câncer que precisa ser extirpado. Muitos desses malandros, vindos de todas as regiões do mundo e sabendo que aqui não serão confrontados, chegam e tomam conta. E há ainda os que exploram nossas crianças, como o criminoso americano preso, escudado sob o nome de um líder religioso. E tudo isto de ONGs e seus interesses, só existe porque têm o aval do governo brasileiro. Lamentável!
E O NORDESTE?
Porque as ONGS, sempre tão preocupadas com os brasileiros, não vão atuar no Nordeste e outras regiões pobres do país? Há alguma delas, internacionais, em Pernambuco, no interior do Ceará, no Piauí, no Rio Grande do Norte? Claro que não há. Lá não há ouro, nem prata, nem nióbio, nem cassiterita, nem essências medicinais, nem terras em abundâncias para serem tomadas. Isso só tem na Amazônia. Então, compreende-se porque essa gentarada vem para cá. Vade retro!
O LADO DE LÁ
Já se sabia o que iria acontecer, mas, como sempre, não houve qualquer ação preventiva. O lado de lá do rio Madeira, que vai ter um boom de crescimento tão logo seja aberta a ponte quase pronta, ligando o bairro da Balsa a BR 319, já começou a ser invadido. Áreas de proteção, margens do rio que devem ser protegidas, biodiversidade, tudo começou a ser destruído. Não de agora, mas desde que as obras da ponte começaram. Agora, começa uma ação para tentar acabar com a baderna. Não será tarde demais?
ATÉ OS MÉDICOS?
Sob suspeita de fraude, o Conselho Federal de Medicina anulou a eleição do Conselho Regional, realizado no mês e em que a oposição venceu por apenas 20 votos. Deu rolo, porque votos que vieram do interior teriam sido manipulados por pessoas estranhas ao Cremero. O caso é complexo e os vencedores dizem que as denúncias de fraude foram para melar o resultado, que teria sido conquistado com lisura. Mas, se for isso, é fácil. Basta repetir a votação e a oposição vencerá de novo, em novembro....
 PRÉVIAS?
Em Ariquemes, num encontro que mostrou o quanto o PMDB é forte também em Rondônia, Confúcio Moura se colocou a disposição do partido para participar de eventuais prévias, em janeiro do ano que vem, para tentar a reeleição. Prévias? Quem vai querer, dentro do partido, disputar a indicação contra o governador? O nome do empresário Mário Português foi lembrado, mas ele já disse que só aceitaria entrar na briga ao governo se fosse nome de consenso. Na verdade, as prévias do PMDB, ao que tudo indica, não passam de discurso. Confúcio será o candidato à reeleição.
FALTA UM ANO....
Fica cada vez mais claro que o Governador vai mesmo disputar a reeleição e, ao menos até agora, com um número limitado de lideranças a contrapor seu nome. O principal adversário, hoje, seria Expedito Júnior, embora ainda haja, aqui e ali, dúvidas sobre se ele terá sinal verde da Justiça Eleitoral. Hermínio Coelho é uma incógnita, por causa dos últimos acontecimentos na Assembleia. José Bianco poderia entrar no jogo, mas teria parcerias e apoios? Enfim, o quadro ainda está longe de ser claro, em relação à disputa do governo, daqui a pouco mais de um ano.
INFRINGENTES
Amanhã, a tendência é de que o ministro Celso de Mello considere válidos os tais recursos infringentes, que parecem uma anomalia jurídica, para determinar novo julgamento dos Mensaleiros. Será um triste momento do Judiciário brasileiro e de seu maior tribunal. Um dia que poderá representar um retrocesso ao país e outra demonstração de que as lideranças políticas têm sim tratamento diferenciado, quando cometem algum tipo de delito. A surpresa será se Celso de Mello manter a condenação dos Mensaleiros. Mas daí já é sonhar demais...
PERGUNTINHA
Até quando o governo brasileiro vai fechar os olhos para a invasão das ONGs internacionais, que chegam cada vez em maior número, para tentar controlar a Amazônia?
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS