A comunicação é essencial - Por Girlei Veloso Marinho

A capacidade de superar as estruturas criadas para criar outras

A comunicação é essencial - Por Girlei Veloso Marinho

Foto: Divulgação

 

Um sindicato tem um papel de muita importância para uma determinada categoria. Passando ser aquele lugar quando uma categoria não encontra seus direitos sendo respeitado mesmo buscando todos meios legais e não obteve o sucesso e também envolve a busca por condições dignas de trabalho.

 

E é também instrumento importante para buscar a união e desenvolver a visão sistêmica de uma determinada categoria por buscar o interesse coletivo. Não pode ser usado como instrumento de poder para satisfazer grupos e assim, promover a fragmentação.

 

A comunicação é essencial para uma categoria se desenvolver e é o meio salutar com a visão da totalidade levar à inclusão e integração de pessoas diferentes, com formas distintas de ver. E leva também à aproximação de mais pessoas e de grupos e ao estabelecimento de vínculos e pontes para aproximar-nos de outros, sem isolar-nos em grupinhos, “panelinhas” ou seitas.

 

Quem defende e sempre quis a autonomia não pode ser obstáculo para a autonomia de outro e ainda mais um sindicato que precisa de toda autonomia e independência. Por exemplo, uma categoria formada por 120 servidores se dividir em 2 chapas de 16 formam 32 profissionais, portanto nessa realidade a comunicação será usada para fragmentar os 88 restantes profissionais e o objetivo comum da instituição passa a ser velado.

 

E o discurso fragmentado passa a fazer parte do espírito da instituição por se internalizar nas cabeças das pessoas, nas veias do processo e no coração dos setores. E esse conhecimento negativo pode afetar a qualidade dos trabalhos diante da postura da instituição perante o mundo da vida em que a instituição faz parte e que transcendem em uma visão planetária.

 

Destarte, a instituição compreendeu o sentido e significado da autonomia e independência confiada? Será que o cidadão errou em concordar com a autonomia? Será que está sendo ineficiente o pagamento de altos CDS no âmbito da instituição? Será que quem discorda da autonomia da instituição tem razão?

 

A eficiência é uma das características norteadora da Nova Gestão Pública. Nesse caminho, o bem comum já foi velado e aquela instituição deixa a entender que ainda é fonte de inspiração para a música de Raul Seixa: eu nasci a 10 milhões de anos atrás... E a ausência do bem comum orientando as relações penetra na espiritualidade da instituição aquele modo de sentir, pensar e agir cartesiano.

 

A era planetária necessita situar tudo no contexto e no complexo planetário, o conhecimento do mundo como mundo é necessidade ao mesmo tempo intelectual e vital. Sendo a reforma do pensamento necessária para conhecer e compreender os problemas do mundo e essa reforma tem caráter paradigmático e não programático.

 

Os problemas ganham uma dimensão cada vez mais multidisciplinares, transversais, multidimensionais, transnacionais, globais e planetário. Permanecer nesse estilo vem mostrar a necessidade de uma profunda mudança de percepção e de pensamento para garantir a nossa sobrevivência que ainda não atingiu a maioria dos líderes das nossas corporações e nem os administradores.

 

Sendo assim, a mudança de paradigmas requer expansão não apenas de nossas percepções e maneira de pensar, mas também de nossos valores.

 

O mundo só conquista objetividade ao torna-se válido enquanto mundo único para uma comunidade de sujeitos capazes de agir e utilizar a linguagem.

 

Muitas vezes quando estamos tentando perceber algo à nossa frente, o processo é interrompido por um “enquadramento” daquilo em relação a alguma coisa que já está armazenada em nosso atual arcabouço mental, social e cultural: É sobretudo a capacidade de superar as estruturas criadas para criar outras.

 

Girlei Veloso Marinho -  Mestre em Gestão Pública com ênfase em Criminalística Pesquisador Autônomo da Produção Pericia.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

E R Santos

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS