Você Sabia Que o Uso de Adornos em Unidade Hospitalares é Proibido ?

Você Sabia Que o Uso de Adornos em Unidade Hospitalares é Proibido ?
 
Como medida de segurança, a Norma Regulamentadora- NR-32 que trata da  Segurança e Saúde no Trabalho em Serviços de Saúde determina que o empregador deve vedar o uso de adornos nos postos de trabalho de todos os trabalhadores do serviço. São considerados adornos: alianças, anéis, pulseiras, relógios de uso pessoal, colares, brincos, broches, piercings expostos, gravatas e crachás pendurados com cordão.
 
 
 
Porque não usar adornos no local de trabalho?
 
Os adornos não devem ser usados durante o trabalho nas áreas assistenciais, visto que facilitam o acúmulo de micro-organismos. Anéis, aliança, relógios e pulseiras, por exemplo, não permitem a lavagem correta das mãos e não secam completamente, acumulando umidade e resíduos.
 
 
Quais os riscos de adornos?
 
 
Além disso, os adornos apresentam risco de contaminação, uma vez que possibilitam o acúmulo de agentes biológicos e substâncias químicas, que podem ocasionar danos à saúde dos trabalhadores e por isso, o uso de adornos deve ser evitado.
 
 
 
 
Quem pode usar adornos no hospital?
 
 
De acordo com a Norma Regulamentadora Nº 32 (NR 32), todo trabalhador do serviço de saúde, bem como aquele que exerce atividades de promoção e assistência à saúde exposto a agente biológico, independentemente da sua função, deve evitar o uso de adornos no ambiente de trabalho
 
 
 
Que tipo de trabalhadores a NR 32 protege?
 
Instituída em 2005, por meio da Portaria 485 do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), a norma regulamentadora NR 32 estabelece medidas protetivas para promover a saúde e a segurança de todas as pessoas que se encontram em um ambiente clínico ou hospitalar — colaboradores, pacientes, familiares, entre outras.
 
 
O que diz a NR 32 da Anvisa em relação ao uso do jaleco?
 
A Norma Regulamentadora 32, da Anvisa, que trata da segurança e saúde no trabalho em serviços de saúde, estabelece que “os trabalhadores não devem deixar o local de trabalho com os equipamentos de proteção individual e as vestimentas utilizadas em suas atividades laborais”.
É comum nós observarmos alguns profissionais da área de saúde com vestimentas circulando por algumas vias das cidades, lembrando que essa prática é errada, visto que estavam dentro das unidades de saúde na sua atividade laboral, e em contato com vários tipos de pacientes, podendo levar microrganismos para outras pessoas nas ruas e locais diversos.
 
 
Edivaldo Coelho da Silva
Consultor Técnico em Segurança do Trabalho
Direito ao esquecimento

Em qual desses quatro pré-candidatos você votaria se as eleições fossem hoje?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS