BATALHADORA: Menina de 10 anos sofre AVC e família pede ajuda para tratamento dela

Os médicos descartaram que ela iria sobreviver, mas ela está viva e, agora, luta contra as sequelas deixadas pela doença

BATALHADORA: Menina de 10 anos sofre AVC e família pede ajuda para tratamento dela

Foto: Divulgação

 

‘Uma guerreira pela vida’. Essa pode ser a definição que mais identifica a luta da garota Kallynne Vitoria Santos Vieira, conhecida como Kau, 10 anos, para continuar viva. Ela sofreu um AVC Hemorrágico Extenso, no último dia 22 de abril, e os médicos descartaram que ela iria sobreviver. Mas ela está viva e, agora, luta contra as sequelas deixadas pelo AVC.
 
Isabel Cristina, que é tia de Kallynne, afirmou que a família da garota mora em  Ariquemes, e que a sobrinha ficou internada por 4 meses no Hospital Infantil Cosme e Damião, e realizou várias cirurgias no Hospital de Base, ambos em Porto Velho. Antes, ela era uma criança perfeita que estudava e tinha uma vida normal.
 
Hoje, ela está em casa e necessitando fazer uma série de procedimentos, como parte do tratamento para recuperar a saúde. Porém, o custo de todo esse processo é muito caro e a família não tem condições de arcar. 
 
Kallyne era uma criança alegre, bricalhona e cheia de vida até antes do AVC e hoje luta para voltar a ter uma vida normal
 
 
Ajuda
 
Para isso, foi criada uma vakinha online, que aceita qualquer valor de doação e pode ser acessada no endereço: https://www.vakinha.com.br/3108749. Outra iniciativa é uma rifa, no valor de R$ 20,00 o bilhete, onde os dois primeiros ganhadores terão direito a uma série de prêmios como tratamentos de beleza, bolo e edredom. 
 
 
 
 
A tia contou que Kallyne está em casa desde o dia 16 de agosto e precisa fazer uma série de tratamentos para se recuperar das sequelas do AVC. Ela informou também que a família não sabe qual é o valor do tratamento completo, pois, vai depender da evolução da garota.
 
 
 
A Kallyne precisa fazer fisioterapia (afasia e disfasia), fisioterapia motora, fisioterapia ocupacional e fisioterapia pulmonar. Não podemos saber quanto vai custar tudo isso, pois, não temos um valor final, já que não sabemos também quanto tempo vai levar o tratamento. Estamos com publicações no Facebook e Instagram, além de pedir ajuda para os amigos. Toda a ajuda fará a diferença para ela”, explicou.
 
Mais informações sobre a situação de Kallyne, podem ser obtidas pelo telefone 69 99326-2445, com Luana Maria Santos Vieira, que é a mãe da menina.
 
 

Galeria de Fotos da Notícia

BATALHADORA: Menina de 10 anos sofre AVC e família pede ajuda para tratamento dela

Direito ao esquecimento

Você assiste programa eleitoral na televisão?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS