BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

"Madeira Mamoré 100 anos depois... o sonho não acabou!" será lançado em Guajará Mirim

"Madeira Mamoré 100 anos depois... o sonho não acabou!" será lançado em Guajará Mirim

Da Redação

25 de Julho de 2012 às 16:53

Foto: Divulgação

A Associação Curta Amazônia e a Prefeitura de Guajará Mirim prepararam uma extensa programação cultural durante 3 dias na cidade de Guajará Mirim em comemoração ao centenário de construção da Estrada de Ferro Madeira Mamoré na fronteira.
Na programação de sexta (27/7) pela manhã haverá um seminário sob o comando de Anísio Gorayeb sobre a Madeira Mamoré e poderão conferir também a exposição fotográfica sobre a ferrovia no hall da Câmara de Vereadores. Na parte da tarde o distrito do Iata recebe a exposição fotográfica digitalizada sobre a ferrovia que recentemente foi doada ao Iphan, que pertencia ao arquivo do engenheiro civil Diogo Braga de Andrade, que fez o registro durante seu trabalho como fiscal nas obras da centenária ferrovia. São 300 novas fotos em sua maioria inéditas, algumas datadas no ano de 1907 e todas com anotações, feitas pelo próprio engenheiro, sobre o momento em que foram tiradas. A noite acontece exibição de filmes históricos que reportam o tema nesse Centenário. No sábado e domingo a exposição de fotografias históricas acontece na Praça dos Pioneiros expostas ao público guajaramirense e estão sob o comando do experiente fotógrafo rondoniense Luiz Brito.
No sábado à noite (28/7) a partir das 19 horas na Praça dos Pioneiros, antiga estação da ferrovia em Guajará Mirim, haverá o lançamento do livro “Madeira Mamoré - do gênio humano ao abandono”, do filho de Guajará Mirim, o museólogo Antônio Ocampo. A proposta do museólogo Antônio Ocampo é difundir a obra sobre a ferrovia nas escolas no município, as diretorias de escolas presentes no lançamento receberão do autor a doação de 500 livros dessa importante obra que reporta a Madeira Mamoré. Ainda no sábado a noite haverá exibições de filmes históricos e científicos de Beto Bertagna, Stella Oswaldo Cruz Penido, Eduardo Thiellen, Sâmia Dias.
Na programação de domingo pela noite (29/7) as 19:30 horas, acontece o lançamento do documentário média-metragem "Madeira Mamoré 100 anos depois...o sonho não acabou!" do diretor rondoniense Carlos Levy que tem o apoio da Secel, Fundação Iaripuna, Prefeitura de Guajará Mirim e Iphan. Documentário que traz importante depoimentos de personalidades de Guajará Mirim como Isaac Bennesby, Paulo Saldanha, Ariel Argobe e de Porto Velho como Paróco Luiz Serpi, Beto Bertagna, Maria Auxiliadora, Luiza Maloney, sempre preocupados pela valorização e conservação do patrimônio material Madeira Mamoré e da importância da reativação do trem na ferrovia para fins turísticos nas duas cidades. O documentário reporta também a "vila milionária" esquecida no meio da selva amazônica boliviana nas palavras de seus historiadores.
No encerramento dessas ações culturais no ano do Centenário de construção da Madeira Mamoré na fronteira, haverá queima de fogos e apresentação da banda Duo Pirarublue da Amazônia compostos por Sandro Bacellar e Gioconda e demais componentes que apresentam ao público guajaramirense um repertório de músicas regionais inesquecível na fronteira.
Curta Amazônia e Prefeitura de Guajará Mirim promovendo e democratizando a cultura rondoniense para todos na fronteira.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS