ESPAÇO ABERTO: Câmara de Porto Velho aprova projeto rejeitado por Bolsonaro

ESPAÇO ABERTO: Câmara de Porto Velho aprova projeto rejeitado por Bolsonaro

Foto: Divulgação

 

APROVADO

O projeto de lei que prevê a distribuição gratuita de absorventes à mulheres em situação de vulnerabilidade econômica foi aprovado pela Câmara Municipal de Vereadores. O projeto é de autoria da Prefeitura e busca combater a pobreza menstrual.
 
ENSINO PREJUDICADO
 
Segundo a Prefeitura, cerca de 20% a 25% da carga horária das estudantes podem ser perdidos por conta do período menstrual.
 
VERBA
 
Considerando os primeiros cálculos, a estimativa é de que o investimento para atender a rede escolar seja em torno de R$ 180 mil por ano.
 
IMPORTANTE
 
O prefeito Hildon Chaves aponta que o valor é relativamente pequeno para o município se comparado ao impacto social e educacional positivo na vida das meninas.
 
SECRETARIA
 
De acordo com o projeto, a distribuição gratuita do item será feita através de repasses às escolas por meio do Programa de Transferência de Recursos Financeiros e aquisições diretas, sob coordenação da Secretaria Municipal de Educação.
 
EXTENSÃO
 
Além das estudantes, o projeto também prevê atender a mulheres adultas na mesma condição socioeconômica, através da Secretaria Municipal de Assistência Social e da Família.
 
ANO QUE VEM
 
Após a aprovação na Câmara Municipal, o projeto agora segue para sanção e regulamentação. A estimativa é de que seja executado já no ano letivo de 2022.
 
REJEITOU
 
O presidente Jair Bolsonaro vetou a distribuição gratuita de absorvente menstrual para estudantes de baixa renda de escolas públicas e pessoas em situação de rua ou de vulnerabilidade extrema.
 
REJEITOU 2
 
A decisão foi publicada na edição do dia 7 de outubro do "Diário Oficial da União". O Presidente justificou que o texto do projeto não estabeleceu fonte de custeio.
 
OPINIÃO
 
Tanto o prefeito Hildon Chaves como os vereadores da capital mostrarem sensatez ao aprovar o projeto. Além do impacto educacional, também conta as questões de higiene e saúde.
 
RESOLVIDO
 
Após a coluna divulgar o desleixo com as bandeiras do Brasil, presas aos suportes dos semáforos no prolongamento da avenida Jorge Teixeira, elas foram retiradas. Parabéns pela sensatez de quem tomou a iniciativa de dar o real valor que esse símbolo nacional merece.
 
RETORNO
 
A Santo Antônio Energia retornou ao trabalho presencial após 16 meses de serviço remoto. O retorno ocorreu de forma gradual, após o avanço da vacinação no país, e seguiu protocolos específicos para cada área da empresa.
 
 
EXCELÊNCIA
 
O retorno aos escritórios acontece em um momento especial para a companhia que acaba de ser certificada pela consultoria global Great Place To Work (GPTW) como  um excelente lugar para trabalhar.
 
SERIEDADE
 
O presidente da Santo Antônio Energia, Daniel Faria Costa, disse que o selo é um reconhecimento pelo ambiente de equilíbrio profissional e pessoal que a SAE proporciona.
 
PROTOCOLO PERMANECE
 
Mesmo com a retomada do trabalho presencial, as medidas de proteção continuam indispensáveis em toda a empresa, tanto no escritório de São Paulo, como na hidrelétrica, em Porto Velho.
 
 
DIFERENCIAL
 
No escritório de São Paulo a empresa adotou uma novidade: o sistema híbrido, no qual os Integrantes trabalham três vezes por semana em regime presencial e dois dias em home office.
 
CAÍRAM
 
As ações da Braskem desabaram nesta quarta, puxadas pelo balanço do terceiro trimestre da companhia. O balanço mostrou que houve uma queda de 52% no lucro em comparação ao segundo trimestre deste ano.  
 
SUBIU
 
A inflação de outubro veio mais alta que o esperado pelo mercado. O IPCA subiu 1,25%, o maior resultado para esse mês desde 2002. Em 12 meses, o indicador acumula uma alta 10,67%, segundo o IBGE. Essa inflação mais alta de 2021 deve contaminar os preços em 2022. 
 
QUASE 20%
 
A inflação do transporte por aplicativo subiu 19,85% em outubro, segundo dados do IPCA. Essa alta é cinco vezes maior que a inflação do etanol, que avançou 3,54%. Em outubro, a gasolina subiu 3,10%. 
 
PRIVATIZAÇÃO
 
Falando em Bolsonaro, ele voltou a falar nesta quarta sobre sua intenção de privatizar a Petrobras e chamou a petroleira de “monstrengo” que, segundo ele, trabalha para que seus acionistas não tenham prejuízos. Nisso eu concordo 200%.
Direito ao esquecimento

Você concorda que os vereadores de Porto Velho continuem atuando online, mesmo com a queda nos casos de covid-19?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS