BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

CINEMA: Morre Max von Sydow, ator de Bergman e de 'O Exorcista', aos 90 anos

Ator sueco fez cerca de 200 filmes e produções para a TV - de 'O Sétimo Selo' e 'O Exorcista' a 'Tão Forte e Tão Perto' e 'Star Wars: Despertar da Força

Estadão

09 de Março de 2020 às 14:01

Foto: Divulgação

Max von Sydow, que se apresentava como “o garoto tímido transformado em ator”, conhecido por seu trabalho com o diretor Ingmar Bergman e depois por ter interpretado o padre no clássico do terror O Exorcista, morreu. Ele tinha 90 anos.

Seu agente Jean Diamond disse nesta segunda, 9, que o ator, nascido na Suécia, mas cidadão francês desde 2020, morreu no domingo, 8. 

 

Desde sua estreia no cinema, no longa sueco Only a MotherMax von Sydow estrelou cerca de 200 filmes e produções para a TV, e se manteve ativo até os anos 1980. Ele foi indicado ao Oscar de melhor ator em 1988 por sua atuação em Pelle, O Conquistador, e de melhor ator coadjuvante em 2012 por Tão Forte e Tão Perto. Mais recentemente, ele recebeu uma indicação ao Emmy por seu trabalho como o Three-Eyed Raven em Game of Thrones.

 

Ele foi um dos pilares para quase uma dúzia de clássicos, filmes angustiantes de Bergman, incluindo Morangos SilvestresVergonha O Sétimo Selo, de 1957, no qual ele interpretou uma das mais memoráveis cenas de Bergman - como o cavaleiro medieval que joga uma partida de xadrez contra a morte.

Sua estreia em Hollywood foi em 1965 com A Maior História de Todos os Tempos, mas ganhou fama internacional como o padre no controverso filme de William Friedkin, de 1973, O Exorcista.

 

Nos anos 1980, Max von Sydow interpretou Ming, O Impiedoso, em Flash Gordon. Ele recusou o papel do sinistro Dr. No, no primeiro filme de James Bond, mas depois apareceu como o vilão Ernst Blofeld em Nunca Mais Outra Vez, de 1983, que contou com Sean Connery no papel do agente 007.

Ele também interpretou o papel de um pintor atormentado em Hannah e Suas Irmãs, de Woody Allen, e do diabo em Trocas Macabras, filme de 1991 baseado em romance de Stephen King. Em 2010, ele atuou em Ilha do Medo, de Martin Scorsese, e em 2015, ele apareceu no blockbuster Star Wars: O Despertar da Força.

 

Enquanto seus personagens eram quase sempre sinistros, atormentados ou diabólicos, Max von Sydow tinha uma voz suave e dizia que tinha se tornado ator para superar sua timidez. “Eu era um garoto tímido”, ele disse em entrevista à Associated Press.

 

“Quando eu comecei a atuar em um grupo de teatro amador na escola, embora eu não tivesse percebido isso na época, eu tinha de repente uma ferramenta na minha mão que era maravilhosa. Eu era capaz de expressar todos os tipos de coisas estranhas que eu não ousava expressar antes. Eu podia fazer isso tendo o personagem como um escudo, e como uma desculpa. Acredito que por muitos anos eu usei a minha profissão como algum tipo de terapia mental.”

 

Von Sydow nasceu no dia 10 de abril de 1929 em uma família de acadêmicos, em Lund. Seu nome de batismo era Carl Adolf von Sydow, mas depois ele trocou seu primeiro nome para Max dizendo que seu nome original não era um bom nome depois da Segunda Guerra Mundial.

 

Embora sua família não fosse muito chegada ao teatro, ele disse que seu pai foi um mestre em contar histórias de aventura que povoaram sua imaginação quando ele era um menino. Von Sydow decidiu se tornar ator depois de assistir a uma montagem de Sonhos de Uma Noite de Verão, de William Shakespeare, quando ele tinha 14 anos.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS